Pular para o conteúdo
  • Publicada em 03/03/2020
  • v2044428

Vendedor Externo Jr (Recife)

LATICÍNIOS CATUPIRY LTDA

Auxiliar/ Operacional
Que pena, esta vaga está indisponível. As inscrições estão encerradas.
  • Ícone de salário
    Faixa salarial a combinar
  • Ícone de localização
    Recife

Atividades:

  • Atender clientes nas bases regionais, executando o planejamento de vendas anual, alinhado com o plano de negócios da empresa, através de calendário promocional, verbas de trade e ações de marketing, implementando as reciprocidades acordadas entre cliente e empresa, monitorando as margens por cliente e produto, a fim de garantir a rentabilidade do cliente e da empresa.
  • Negociar contratos de fornecimento, avaliando sua rentabilidade e garantindo o cumprimento de suas contrapartidas no formato do plano de negócios da empresa, a fim de obter a melhor negociação para ambas as partes.
  • Realizar visitas em todos os clientes de sua carteira de acordo com o planejamento da rota, executando ações de pontos de comércio de acordo com o planograma e manual de execução, propondo melhorias e orientando a equipe de merchandising na implementação do manual de execução dentro dos clientes, a fim de garantir o cumprimento das metas por linha de produtos. 

Necessário: Experiência com vendas no setor Alimentício e/ou Lácteos, em grandes contas, carro próprio e CNH atualizada e nível superior em áreas relacionadas a vendas será um diferencial. 

área de atuação: Pernambuco, Paraíba e Natal. 

 

Benefícios
  • Assistência médica
  • Assistência odontológica
  • Auxílio combustível
  • Consignado
  • Convênio com empresas parceiras
  • Seguro de vida
  • Vale alimentação
  • Vale-refeição

Lnv9985122649411142334

Foi há mais de 100 anos, em Minas Gerais, que os imigrantes italianos Mário e Isaíra Silvestrini produziram o primeiro requeijão cremoso do Brasil. De uma receita de família, o casal fez nascer a Laticínios Catupiry®, um sonho que virou realidade em novembro de 1911, na estância hidromineral de Lambari.


Era nessa pequena fábrica mineira que Mário e Isaíra Silvestrini produziam o requeijão quase artesanalmente. Depois de pronto, cada requeijão era envolvido em papel celofane e cuidadosamente colocado um a um em pequenas caixas de madeira. O que eles não imaginavam é que o requeijão de consistência cremosa, porém firme, e as caixas redondas de madeira produzidas à mão, viriam a se tornar verdadeiros ícones.