Pular para o conteúdo

Divulgação encerrada

A oportunidade Auxiliar de Maquinista - Operador Ferroviário (v1927221) não está mais disponível no VAGAS.com.br.
Lgc81220161894

Auxiliar de Maquinista - Operador Ferroviário
v1927221

Nortearh - Pessoas, Organizações e Negócios
  • Ícone de salário
    Salário a combinar
  • Ícone de localização
    Rio de Janeiro
  • Ícone de hierarquia
    Auxiliar/ Operacional
  • Ícone de relógia
    Anúncio expirado

Operador Ferroviário - Auxiliar de Maquinista

A MRS está abrindo inscrições para o processo seletivo destinado ao Curso de Formação de Operador Ferroviário: Auxiliar de Maquinista.

Oferecemos, em parceria com o SENAI: 

CURSO DE FORMAÇÃO DE OPERADOR FERROVIÁRIO: AUXILIAR DE MAQUINISTA.

A inscrição e o curso são gratuitos. As aulas serão realizadas no SENAI em Juiz de Fora/MG, com duração aproximada de 3 meses. O aluno terá ajuda de custo mensal e as despesas de alimentação, hospedagem e transporte serão definidas em função da localidade de moradia que os candidatos indicarem na inscrição.

 

OBS: Damos prioridade a pessoas com deficiência e reabilitados do INSS, respeitando os requisitos mínimos para o desempenho de cada função.



PRÉ-REQUISITOS:

•Ensino Médio Completo;
•Conhecimentos em Informática;
•Maiores de 18 anos;
•Ter residência fixa em uma das localidades.


INSCRIÇÕES ABERTAS PARA MORADORES DAS SEGUINTES LOCALIDADES:

Rio de Janeiro

  • Rio de Janeiro (bairro Cajú)
  • Itaguaí

ETAPAS SELETIVAS

  • Análise curricular
  • Provas (português e raciocínio lógico)
  • Avaliação Psicológica
  • Dinâmica de Grupo
  • Entrevista individual
  • Exames médicos

Obs.: Todas as etapas serão eliminatórias e os candidatos serão comunicados a cada etapa sobre o status de seu processo.

 


A MRS Logística é uma operadora ferroviária de carga que administra uma malha de 1.643 km nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, região que concentra cerca da metade do PIB brasileiro. A companhia foi criada em 1996, quando o governo transferiu à iniciativa privada a gestão do sistema ferroviário nacional, e hoje está entre as maiores ferrovias de carga do mundo, com produção mais de três vezes superior àquela registrada nos anos 1990.

Nossa malha conecta regiões produtoras de commodities minerais e agrícolas e alguns dos principais parques industriais do país aos maiores portos da região Sudeste, o que confere à nossa operação uma importância econômica diferenciada. Quase 20% de tudo o que o Brasil exporta passam pelos trilhos da MRS, que concentra, apesar da extensão relativamente curta de sua malha, um terço de toda a carga transportada por trens no país (em 2013, mais de 156 milhões de toneladas úteis de carga).