Home > Notícias > Tendências no mercado de trabalho em 2021: veja o que esperar

Tendências no mercado de trabalho em 2021: veja o que esperar

Trabalho remoto, competências comportamentais, contratação por projetos. Confira o que estará em alta no próximo ano
fachada de prédios modernos

Sem grandes sustos. É assim que (esperamos) deve se comportar o mercado de trabalho em 2021, valorizando ainda mais algumas competências que foram fundamentais em 2020 e mantendo o aquecimento nos setores de agronegócio, infraestrutura, logística, tecnologia e saúde. 

Segundo o Guia Salarial Robert Half 2021, a tendência também é de estabilidade quando o assunto é remuneração. Tanto que 53% dos empregadores entrevistados pela consultoria afirmam que os salários não devem sofrer grandes variações no próximo ano. 

Quais são as tendências para o mercado de trabalho em 2021?

A continuidade do trabalho em home office, a valorização de competências comportamentais e a alfabetização digital são algumas das tendências apontadas para o trabalho em 2021 pela Robert Half e pelo seu diretor geral, Fernando Mantovani. Confira as principais e comece o ano mais bem preparado. 

Trabalho remoto veio para ficar

O home office foi adotado no susto logo no início da pandemia, mas provou seu valor ao longo do ano e não deve desaparecer tão cedo. Prova disso é que 62% dos executivos entrevistados na pesquisa aprovam o trabalho remoto e tiveram experiência positiva durante a pandemia. Outro dado interessante de observar é que 74% dos empregadores apoiam adotar um modelo de trabalho híbrido, ou seja, parte home office e parte no escritório. 

Segundo o relatório, apesar das preocupações iniciais com produtividade dos times e segurança da informação, muitos gestores perceberam que alguns profissionais são ainda mais eficientes trabalhando fora do escritório. Muitos profissionais também demonstram que gostariam de adotar o home office com mais frequência, mesmo no “novo normal”. 

Ou seja, quem já se adaptou a trabalhar remotamente começa 2021 com uma vantagem competitiva. E quem não se adaptou ainda precisa agilizar esse processo. 

O mundo é o limite para o trabalho em 2021

Também em consequência da maior adoção do home office, existe a tendência de os profissionais poderem buscar oportunidades que estão além das suas cidades e até do próprio país. É bem possível que as equipes no futuro possam trabalhar de forma colaborativa de locais totalmente distantes fisicamente. Isso aumenta as suas possibilidades de encontrar uma vaga, mas, ao mesmo tempo, pode aumentar a concorrência por elas. É importante observar esse movimento. 

Competências comportamentais estão em alta

As competências comportamentais devem continuar em alta no próximo ano. Entre elas, a Robert Half destaca:

  • Pensamento estratégico. 
  • Comunicação
  • Agilidade
  • Inovação
  • Adaptabilidade

Para Mantovani, esta é uma boa oportunidade para uma autoavaliação. É interessante conhecer bem suas competências e saber quais delas você precisa aprimorar neste momento. 

Para saber mais sobre soft skills em alta, confira nosso post Saiba agora quais serão as competências mais importantes em 2021.

Alfabetização digital vale ouro

Para sobreviver ao isolamento imposto pela pandemia, muitas empresas tiveram de buscar soluções e se reinventar para manter suas atividades de forma remota. Tudo isso, claro, acelerou a transformação digital inclusive em negócios que ainda não estavam preparados para isso. 

Consequentemente, empresas de forma geral buscam agora pessoas que tenham “alfabetização digital”. O que isso significa? Isso quer dizer que independentemente do segmento de atuação da empresa em que você trabalha ou quer trabalhar ou da sua área de atuação, você precisa saber pilotar ferramentas tecnológicas para melhorar a forma como seu trabalho é desempenhado, seja presencial ou remotamente. 

Para Mantovani, pessoas que têm alfabetização digital são aquelas que buscam informações por conta própria para melhorar sua produtividade ou, pelo menos, para não serem pegas de surpresa diante de alguma atualização nos processos da empresa.

Contratação por projetos deve aumentar

Segundo Mantovani, metade dos gestores que contrataram profissionais por projetos durante a pandemia devem explorar mais esse modelo de contratação no próximo ano. E estamos falando de cargos que vão desde analistas até diretores. 

A ideia, de forma geral, é que esse tipo de contratação seja utilizado principalmente em algumas situações. Uma delas é quando a empresa precisa de profissionais especializados que agreguem conhecimento ao time para projetos pontuais. Outra situação comum são os períodos desafiadores em que a empresa precisa ganhar agilidade e produtividade. 

A contratação por projetos também deve ganhar espaço quando a empresa precisa aumentar a flexibilidade de determinada área, sem afetar a rotina do pessoal em tempo integral. Além disso, é provável que ela seja utilizada para avaliar um profissional para futura contratação. Portanto, mesmo que você esteja em busca de uma vaga efetiva, essa pode ser uma boa porta de entrada. Vale a pena ficar atento a oportunidades desse tipo.  

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego. Se você já tem um cadastro, atualize-o aqui.