Home > Oráculo > “Vou contar como aprendi a cumprir metas”

“Vou contar como aprendi a cumprir metas”

Para cumprir as promessas de Réveillon é preciso entender que sonho e meta são coisas diferentes

por Ana Lisboa*

Acabei de assistir no noticiário uma matéria sobre a dificuldade clichê de cumprir metas estabelecidas todo início de ano. Mal que assola a maioria das pessoas que conheço e me perturbou muito no passado.

Conheci certa vez uma pessoa, grande influenciador positivo de minha trajetória profissional, que dizia “…temos que comer o boi aos bifes…”. Não poderia ser mais sábio.

Uma possível maneira de cumprir a própria palavra com as promessas de Réveillon é entender que sonho e meta são coisas diferentes.

Sonho é um desejo, que pela própria natureza da definição, parece distante, irreal, fluido demais. Uma boa ideia pode ser substituir sonho por objetivo e este objetivo ser transformado em metas.

Para cumprir metas é preciso transformar sonho em objetivo

Então sejamos práticos com exemplos: seu sonho é ter mais dinheiro sobrando. Nesse caso seu objetivo pode ser guardar mais dinheiro (ou salvá-lo de você mesmo, como no meu caso), certo? Que tal estabelecer como meta guardar 10% de tudo o que receber nesse ano em uma aplicação, potinho, envelope, ou qualquer outro lugar a salvo? Em dezembro deste novo ano, tenho certeza de que você se surpreenderá com sua capacidade de economizar sem perceber.
Quer ver outro caso prático? Uma grande e querida amiga me disse ontem que pretende beber mais água em 2018. Uau, belo objetivo. E a meta? Quantos copos, garrafinhas ou litros por dia? Como saber se a linha de chegada foi cruzada se não é possível vê-la? Imagine sua satisfação ao ver o que o recipiente está ficando vazio e sua meta está sendo alcançada e transformada em um bem maior, a saúde!

Sonhar, sim, é maravilhoso, mas existe um caminho para transformação em realidade e, para mim, faz todo o sentido pensar que o sonho acontece quando estamos dormindo, portanto em posição de descanso. Trazer o sonho para realidade é trazê-lo para onde estamos acordados.

Proponho a você pensar em transformar sonho em objetivo, objetivo em metas, metas em números e finalmente… números em ação.

O início de um novo ano traz à tona desejos importantes de mudança que se perdem por parecer impossíveis de alcançar. Dividi-los em metas faz com que o peso da mudança necessária se torne mais leve e o gosto da conquista seja repartido em pequenas comemorações diárias. Não custa tentar!

Está aí um ano inteirinho para todos nós. Eu vou fazer dele o melhor de minha vida, até 2019 chegar. Vamos juntos?

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego. Se você já tem um cadastro, atualize-o aqui.

*Ana Lisboa é coach de Vida e Carreira.