Home > Oráculo > Você sabia que ser brasileiro era uma profissão?

Você sabia que ser brasileiro era uma profissão?

Historiadora conta que brasileiro era o comerciante de pau-brasil

por Guss de Lucca

Por que somos brasileiros e não brasilienses ou brasilianos? De acordo com a cultura popular, é porque em algum momento da nossa história brasileiro foi uma profissão, como padeiro, ferramenteiro e os outros “eiros”. Será que essa informação procede?

“Sim, procede.” A afirmação é da historiadora Gislane Azevedo, que há 10 anos trabalha como escritora de livros didáticos de história para alunos do ensino básico, além de já ter lecionado nas redes pública e privada.

“O termo brasileiro começou a ser empregado aqui no Brasil ainda no século 16. Era utilizado para designar os comerciantes portugueses que vinham para cá a fim de levar para a Europa o pau-brasil. Ou seja, brasileiro era o comerciante de pau-brasil”, explica ela.

Ofensa chamar alguém de brasileiro
De acordo com o também historiador José Murilo de Carvalho, nos séculos que seguiram após a chegada oficial dos portugueses ao Brasil era ofensa chamar alguém de brasileiro. Os portugueses nascidos desse lado do Atlântico preferiam ser chamados de “portugueses do Brasil” ou “luso-americanos”.

Questionada sobre os sinônimos para a palavra brasileiro, caso de brasiliense, brasilense, brasílico e brasiliano, Gislane conta que apesar de raramente usados, eles já fizeram parte da vida cotidiana em alguns momentos.

“Todos esses termos eram também utilizados para se referir às pessoas nascidas no Brasil. Basta lembrar que o primeiro jornal do País, publicado em 1808, chamava-se Correio Braziliense (e não Correio Brasileiro). Porém, com o tempo e com o uso, o termo brasileiro acabou se consolidando”, relata.

Constituição de 1824
“Em que momento histórico um termo acabou se consolidando, suplantando o outro, é algo que infelizmente não sabemos, pois os processos históricos acontecem de forma lenta e de modos diferentes em cada lugar. Mas se você consultar nossa primeira Constituição, de 1824, lá já se emprega o termo ‘brasileiro’ para se referir às pessoas nascidas no Brasil”, afirma a historiadora.