Home > Oráculo > Suits: dois advogados e só um diploma

Suits: dois advogados e só um diploma

Seriado americano retrata o dia-a-dia de profissionais pra lá de interessantes

por Alan Barros*

Acompanhar os episódios de uma série de TV é ter a chance de testemunhar o desenvolvimento dos personagens em uma velocidade mais natural e detalhada do que a que se vê nos filmes. Quando nos identificamos com a história é prazeroso nos perceber sorrindo ou sofrendo com aquelas pessoas fictícias e mais… torcendo por elas ou contra elas ao longo de meses ou até anos.

São essas as razões básicas que motivaram essa primeira tentativa em abordar uma série neste espaço. Outra razão, não tão básica, se deve ao fato de não existir, desta vez, a necessidade de se extrair da obra audiovisual, reflexões que sejam úteis à carreira profissional. Elas já estão todas lá, no vídeo.

A produção escolhida para isso pode parecer, em um primeiro momento, uma opção entediante por ter como cenário, quase que unicamente, um escritório de advocacia. Mas, de fato, não é. Acredite! E além de acreditar, assista. Os episódios provocativos tendem a causar aquela sensação de “quero mais”.

Conheça cinco motivos para assistir à série norte americana Suits:

  • O enredo principal 

Uma das frases usadas na divulgação da série a resume como “meias verdades e nada mais”. Isso tem total relação com o conflito central da trama: a memória fotográfica é o talento mais impressionante de Mike Ross. Depois de ser expulso da faculdade de direito por vender as respostas de uma prova, ele decide ganhar a vida prestando o “vestibular” de direito para outras pessoas (Law School Admission Test). Correndo o risco de ser reconhecido pelos aplicadores dos testes e precisando de uma alta quantia de dinheiro para pagar o tratamento de sua avó, a saída encontrada é aceitar a proposta de um amigo e ser bem pago para entregar uma maleta a seu comprador.

Chegando ao hotel combinado, Mike percebe a presença de policiais disfarçados, foge pelas escadas e entra pela primeira porta que encontra aberta. No local, o brilhante advogado Harvey Specter está conduzindo entrevistas para encontrar o assistente perfeito, que tenha um perfil diferente dos “coxinhas” de Harvard. Mike assume a identidade de um candidato para despistar a polícia e Harvey o chama para a entrevista.  Na sala, a maleta se abre revelando toda a maconha que seria entregue ao comprador. Mike conta sua história a Harvey, que fica impressionado com as habilidades do rapaz e todo seu conhecimento jurídico. Mesmo sem um diploma, Mike é contratado por Harvey. Segredo bem cabeludo para se manter em uma empresa cercada de advogados por todos os lados.

  • Os personagens

Como acontece no mundo real, Suits tem personagens com perfis variados e a interação entre eles, somada aos diferentes objetivos de cada um, rende cenas interessantes. Além do advogado gênio que não é advogado  e do seu superior imediato que finge não ter sentimentos e ganha qualquer caso, o escritório ainda conta com outro advogado sênior que faz de tudo para aparecer e é motivo de piada de todos os funcionários; uma secretária com dotes artísticos , que consegue inclusive, chorar com um olho só;  a estagiária esforçada que luta para provar que  é além de um rostinho bonito, a presidente da empresa que jura tratar todos igualmente mas tem seu preferido, e o sócio “do mal” que aterroriza os dias dos advogados.

Existem também os personagens coadjuvantes que dão o tom competitivo ao ambiente. Geralmente passando as tarefas mais chatas para o colega do lado.

  • As frases de efeito

“Vou te ajudar com esses babacas de Harvard e você terá o melhor advogado que já viu.”

“Sou contra ter emoções mas não sou contra usá-las.”

“Desculpe se eu não tenho memória fotográfica. Meu cérebro está muito ocupado sendo fantástico.”

“Ser advogado é como ser médico. Você continua pressionando até doer.”

“Você é estranha. Vamos ser amigas!”

“Seu ego está preenchendo cheques que seu corpo não poderá pagar.”

“Quando você é novo trabalhe como se fosse o dono da empresa. Dois anos depois ninguém vai ligar quando chegar ou sair. Tudo o que vai importar para eles é quem você terá se tornado.”

  • Temas que interessam a qualquer profissional

Suits é muito mais que códigos, processos e leis. Há muito mais drama em cada episódio. A série é muito rica em abordar o comportamento humano no ambiente de trabalho e seus desdobramentos nas vidas dos envolvidos. Entre os temas abordados estão: ética, formação acadêmica x competência, as contradições no relacionamento chefe x subordinado, inveja, namoro entre colegas, fusões de empresas, marketing pessoal e por aí vai…

  • A paixão

É bonito de se ver o entusiasmo com que, principalmente a dupla de protagonistas encara seus desafios. Mesmo sem notar,  na maior parte do tempo estão em suas buscas individuais para realizarem melhor seu trabalho e consequentemente se tornarem seres humanos mais completos.

A quinta temporada de Suits já está ar nos Estados Unidos. É possível acompanhar os episódios através de sites especializados em seriados disponíveis no Brasil.

*da equipe de Comunicação da VAGAS.com