Home > Oráculo > Primeiro emprego é sempre um desafio

Primeiro emprego é sempre um desafio

Escrever currículo sem rodeios e buscar cursos gratuitos ajuda na seleção

por Paulo Verano

A combinação é interessante: você é jovem, tem um mundo inteiro pela frente, a força e o vigor físico da juventude, muitas ideias na cabeça e um currículo na mão. Falta apenas o primeiro emprego. Já sabe que, por necessidade ou vontade, não dá mais para ficar na dependência dos pais, avós, tios, irmãos, primos ou quem estiver debaixo do mesmo teto que você. Ou mesmo com 16, 18 anos já entendeu que é preciso dar a sua parcela de contribuição para as contas do mês.

O paradoxo do primeiro emprego

Você pode ter terminado ou ainda estar no ensino médio, sonhando em ir para a faculdade. Pode ter parado de estar ou precisando pagar as contas. Seja como for, para entrar no mercado de trabalho, você vai enfrentar um paradoxo: conseguir o primeiro emprego e já ter experiência profissional. Há um choque lógico visivelmente, mas o jeito é se preparar de todos os modos para lidar com esse ele.

Para completar, há o medo e a insegurança. A dúvida entre tentar mostrar serviço, expressar a própria opinião ou esperar as instruções e observar os sinais ao redor. Tudo isso é justificável e, em alguma medida, carregamos o peso dessas decisões pelo resto da vida profissional (e da pessoal!). Todo dia ouvimos que o mercado de trabalho está cada vez mais competitivo, vemos em casa que nem sempre as coisas vão bem e sabemos que as exigências são sempre crescentes em um mundo globalizado.

Como se preparar para o primeiro emprego

Em agora? Minha sugestão começa pelo currículo. Em vez de volteios, use a sinceridade e a vontade de aprender. Se você não tem muito o que dizer, vale a pena buscar cursos, muitos deles gratuitos, que dão a formação necessária para o preenchimento das principais linhas do documento.

Procurando na internet por “cursos profissionalizantes gratuitos” você encontra muitas possibilidades. Está achando que, mesmo assim, não é fácil?  Não é mesmo! Um artigo acadêmico escrito por pesquisadores da Universidade Estadual de Maringá explica de modo claro que os trabalhadores do primeiro emprego estão em situação mais adversa que os demais porque quando a economia cresce, o emprego como um todo melhora, inclusive para aqueles que buscam uma primeira oportunidade.

Já nas fases de recessão, trabalhadores mais antigos são poupados de uma demissão mais imediata. O estudo defende a necessidade de que se intensifiquem as políticas públicas voltadas aos jovens que tentam ingressar no mercado de trabalho.

Ou seja, não está fácil mesmo, mas uma parcela grande desse desafio cabe a cada um de vocês, que, atentos a todas as oportunidades e desejosos pelo controle do futuro, precisam em algum momento respirar fundo e continuar “indo para cima” do primeiro emprego.

Por fim, busque ajuda em casa. Não é fácil explicar, principalmente aos mais jovens, que é em casa e na escola que aprendemos sobre as coisas da vida, inclusive profissional. Os conhecimentos, os valores, as aptidões, os desejos, as vontades. E quando nada disso vem lá de casa ou da escola da melhor forma possível, precisamos continuar tentando e buscar todas as ajudas. Tenha força de vontade e boa sorte!

 

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego. Se você já tem um cadastro, atualize-o aqui.