Home > Carreira > Evolução profissional > O que é planejamento de carreira (e por onde você deve começar)

O que é planejamento de carreira (e por onde você deve começar)

É preciso conhecer seus pontos fortes, suas preferências de trabalho e estilo de vida, além de suas paixões e necessidades financeiras

Planejamento de carreira é um processo estruturado que inclui autoconhecimento, pesquisa, experimentação, tomada de decisão, procura e aceitação de um trabalho. É essa a definição de Alison Doyle, especialista em job search e carreira, faz em sua coluna no The Balance Careers.

Como começar seu planejamento de carreira

1. Autoconhecimento

Segundo o especialista, fazer uma avaliação detalhada de seus pontos fortes, suas preferências de estilo de vida, paixões, estilo de trabalho e necessidades financeiras é um passo vital – embora muitas vezes esquecido – no planejamento das várias trajetórias de carreira em potencial que você tem para desenvolver.

Para entender o tipo de trabalho que mais combina com você, é importante saber quem você é como pessoa e que tipo de profissional você quer ser. “Isso envolver fazer um inventário cuidadoso dos seus valores, interesses, habilidades e qualidades pessoais atuais”, diz o especialista.

Para começar, ele recomenda buscar algum serviço de aconselhamento individualizado e também algum instrumento de diagnóstico de personalidade ou interesse que, mais conhecido como “teste de personalidade”, é um tipo de questionário online em que você passa de 20 a 30 minutos apontando alternativas de sua preferência. “Esse tipo de aconselhamento é normalmente fornecido por orientadores de Ensino Médio, centros de carreira universitária e centros de emprego ou programas de treinamento profissional”, diz ele.

2. Pesquisa

Depois de entender o que você quer fazer no trabalho e quais habilidades tem a oferecer aos empregadores, o próximo é começar sua pesquisa.

Faça uma avaliação minuciosa das descrições das vagas que interessam a você e verifique quais são os requisitos para essas posições. Avalie, por exemplo, que tipo de experiência é exigida, por onde um profissional precisa passar até chegar ali. Essa coleta preliminar de informações pode ser feita online – nos anúncios da VAGAS.com.br, por exemplo.

Em seguida, tente conversar com o maior número de pessoas envolvidas em trabalhos que sejam do seu interesse. Nessas conversas é que você vai conseguir entender melhor a realidade de cada função e da forma como deve se preparar para ela, incluindo requisitos de educação continuada ou estudos de pós-graduação.

3. Experimentação

Estágios e empregos de meio período são uma excelente maneira de experimentar algumas funções, observar o trabalho de outras pessoas, entender quais seriam suas responsabilidades no lugar delas e avaliar o ambiente profissional no mundo real.

Assumir funções no campus relacionadas a potenciais funções profissionais de interesse também uma forma de testar suas proezas. Empresa júnior, por exemplo, é um bom começo.

4. Tomada de decisão

De acordo com Doyle, esta etapa envolve uma avaliação de prós e contras das opções de carreira que você está pesquisando. ‘Também envolve priorizar e, para algumas pessoas, assumir riscos”, alerta ele.

Neste ponto do processo de planejamento de carreira, você precisa tomar decisões sobre questões como mudança de cidade (você estaria disposto a mudar para conseguir o emprego dos seus sonhos?) e análise de custos (você pode se dar ao luxo de fazer um trabalho mal remunerado ou será necessário encontrar trabalho não tão satisfatório pessoalmente mas que ofereça um bom salário e benefícios de saúde?).

Ainda que as decisões sejam importantes nesse momento, o especialista lembra que o cenário do mundo do trabalho muda o tempo todo e que, por isso, você não deve querer tomar decisões baseadas apenas em certezas absolutas. O que é realidade hoje pode mudar daqui a alguns meses. É preciso ter capacidade de adaptação e aprender a gerenciar várias opções ao mesmo tempo.  

5. Busca de vaga

O quinto passo é começar sua busca de emprego. “A maioria das pessoas envolvidas em uma busca ativa de emprego estará envolvida em atividades como networking profissional, identificação de possíveis empregadores, redação de cartas de apresentação, currículos e entrevistas de emprego”, alerta o especialista.

6. Emprego

Finalmente, após todo esse processo de autoavaliação, pesquisa, inscrição e entrevista, você deve receber e aceitar uma proposta de emprego. Esse ponto marca o início da sua carreira. O planejamento, no entanto, não acaba aqui. Agora que você entrou no mercado de trabalho, confira como fazer seu plano de carreira em 3 passos.

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego.