Home > Carreira > Qualidade de vida > Uso de máscara no trabalho é necessário?

Uso de máscara no trabalho é necessário?

O uso de máscara no trabalho é indispensável para controlar a pandemia e evitar que novas ondas de contaminação apareçam depois que esta primeira grande onda estiver sob controle. No começo, pode parecer estranho, mas teremos de nos acostumar com esse “novo normal” para evitar que a transmissão se expanda demais e que tudo tenha de ser fechado novamente. 

Uso de máscara no trabalho é indispensável o tempo todo

No novo normal, quem trabalha em escritório precisa usar máscara no trabalho o tempo todo. E quem trabalha em comércio também. A recomendação é da Dra. Rosylane Rocha, presidente da Associação Nacional de Medicina do Trabalho (ANAMT).

A sugestão da médica é que ninguém retire a máscara, nem para dar uma “respiradinha”. Sua dica é que as pessoas procurem máscaras confortáveis, que não fiquem incomodando e nem machucando atrás das orelhas, por exemplo. “O ideal é trocar a máscara a cada 4 horas”, afirma. “Se ela estiver molhada, deve ser trocada imediatamente.”

Vale lembrar que muitas pessoas acabam transmitindo o novo coronavírus porque simplesmente não sabem que estão infectadas e não apresentam sintomas. Aparentemente, a pessoa ao lado pode estar totalmente saudável, mas nunca sabemos se ela é alguém que carrega o vírus sem apresentar qualquer sintoma como tosse ou falta de ar. 

Como garantir a segurança nos horários de refeição no trabalho?

Para garantir a sua segurança e também a dos colegas que trabalham com você, a Dra. Rosylane recomenda:

  1. lavar as mãos e retirar a máscara segurando pelos elásticos;
  2. guardá-la em um saco plástico;
  3. lavar as mãos novamente (ou passar álcool em gel) e fazer a refeição.

“No refeitório, as pessoas devem se sentar com distância de dois metros”, recomenda ela. Ou seja, dependendo do tamanho do espaço, é preciso dividir a equipe em grupos e fazer as refeições em horários diferentes para respeitar esse distanciamento. 

Por que usar máscara no transporte público

O uso de máscara em locais públicos já é obrigatório em boa parte das localidades brasileiras. E essa prática é muito recomendada também pela Organização Mundial de Saúde (OMS) porque é uma boa forma de evitar que o vírus se espalhe entre as pessoas. 

Isso significa que você deve utilizar máscara a partir do momento em que passar pela porta da sua casa, o que inclui áreas comuns do prédio, se você morar em apartamento. 

A regra vale especialmente para quem usa transporte público para chegar ao trabalho. Isso porque a dificuldade de manter o distanciamento físico de pelo menos um metro entre as pessoas pode agravar a transmissão do vírus em ônibus, vagões de metrô e trens e também nos pontos de ônibus e estações de trem em geral. 

Cuidados essenciais para se proteger do covid-19

No ambiente de trabalho como em qualquer local público, você deve tomar algumas medidas para se proteger do novo coronavírus.

As principais são:

  • usar máscara
  • manter distância física mínima de pelo menos 1 metro de outras pessoas
  • limpar frequentemente as mãos com água e sabão ou álcool em gel
  • evitar tocar no rosto 
  • evitar tocar na máscara.

Máscara no trabalho: qual o melhor tipo

Existem basicamente dois tipos de máscaras que podemos utilizar contra o covid-19: a máscara cirúrgica (aquela profissional, normalmente utilizada por profissionais de saúde) e a máscara artesanal (aquela que pode ser feita de tecido por alguém que saiba costurar).

Máscara cirúrgica

A máscara cirúrgica é a que melhor impede as pessoas de serem infectadas e também de espalhar o vírus. No entanto, como ela não é acessível a todos, a recomendação da OMS é de que ela seja utilizada pelos seguintes grupos: 

• trabalhadores de saúde;

• qualquer pessoa com sintomas sugestivos de COVID-19, incluindo pessoas com sintomas leves;

• pessoas que cuidam de casos suspeitos ou confirmados de COVID-19 fora das unidades de saúde.

As máscaras cirúrgicas também são recomendadas para pessoas de determinados grupos de risco, especialmente quando elas estão em áreas de transmissão generalizada e não podem garantir uma distância de pelo menos 1 metro de outras pessoas. Os grupos são:

• pessoas com 60 anos ou mais;

• pessoas de qualquer idade com outras doenças de coração, do pulmão, cérebro, diabetes, câncer e imunossupressão.

Máscara de tecido

As máscaras de tecido não são tão eficientes quanto as máscaras cirúrgicas. No entanto, como não há máscaras cirúrgicas para todos – elas são descartáveis e mais caras do que as de tecido – seu uso também é recomendado pela OMS para a população em geral. Ou seja, se você não faz parte dos grupos citados acima – que devem utilizar máscara cirúrgica –  a máscara de tecido pode ser sua aliada na luta contra a transmissão do covid-19. 

Como utilizar a máscara no trabalho corretamente

Para utilizar a máscara de tecido da melhor forma, você pode seguir estes passos:

  1. limpe as mãos antes de colocar a máscara;
  2. verifique se a máscara não tem rasgos ou buracos. Não utilize a máscara se ela estiver furada;
  3. ajuste a máscara para cobrir totalmente boca, nariz e queixo; 
  4. não coloque as mãos nas máscara depois de ajustá-la;
  5. troque a máscara sempre que estiver suja ou molhada;
  6. limpe as mãos antes de tirar a máscara;
  7. na hora de tirar a máscara, segure por trás das orelhas e tire sem tocar na parte da frente;
  8. limpe novamente as mãos depois de remover a máscara. 
  9. se a máscara não estiver suja ou úmida e você planeja reutilizá-la, coloque-a em um saco plástico descartável limpo e bem fechado. Se você precisar usá-la novamente, segure a máscara nas alças elásticas ao removê-la do saco.
  10. ao chegar em casa, lave as máscaras de tecido com sabão ou detergente e de preferência com água quente (pelo menos 60 graus) pelo menos uma vez por dia. Se não tiver água quente, você pode lavar com água em temperatura ambiente e depois ferver por um minuto.
  11. não compartilhe a máscara com ninguém.

Nós acreditamos que isso tudo #VaiPassar, mas precisamos fazer a nossa parte para proteger a saúde de todos. #SeguimosEmFrente.