Home > Inovação > Facebook realiza maratonas de talentos

Facebook realiza maratonas de talentos

Hackathon ocorreu no fim de agosto e reuniu jovens empreendedores

por Fernando Porto

Bionico, Dyads, fCRM, PostCron, Scup, Social Miner e Midia Mobi. Se você ainda não ouviu falar dessas startups, provavelmente ouvirá em breve. Elas foram as vencedoras do Facebook Hackathon, que ocorreu entre 27 e 29 de agosto, na sede do FB em São Paulo, e que faz parte do programa para aceleração de startups no Brasil e entrega de soluções customizadas para o mercado.

Escolhidas entre 20 participantes, todas apresentaram soluções de marketing para a plataforma na maratona de três dias. Três delas (Scup, Social Miner e Midia Mobi) já se tornaram parceiros do FB em apenas dois dias. As outras 4 continuarão sendo aceleradas e se tornarão também PMDs (Preferred Marketing Developers) em até 3 meses. As startups vão atender a uma carência de empresas-parceiras do Facebook, que contava apenas com outras sete brasileiras em uma rede formada por mais de 200 parceiros, em 45 países.

“O segredo é acreditar no que está fazendo e ter persistência, trabalhar com paixão”, explica Márcio Miyake, de 39 anos, ainda comemorando a grande conquista da Midia Mobi, startup que montou em 2010 com seu sócio, Martius Haberfeld, aproveitando a experiência dos dois no mercado financeiro, especificamente em internet banking. Recentemente, reforçaram a equipe com mais dois integrantes: João Gustavo Gonzales e Raphaela Fakri.

Content marketing
A Midia Mobi (www.midia.mobi) é uma plataforma de content marketing (marketing de conteúdo) que procura solucionar os problemas do dia a dia dos que trabalham com redes sociais. “Problemas como dificuldade de criação de conteúdo engajador, procedimentos complexos de edição de imagem e agilidade na promoção de posts”, acrescenta Miyake, que deve, junto com os sócios, e ajuda do Facebook, apresentar o serviço em outros países. “Hoje já temos clientes utilizando a ferramenta em versão beta. Podemos citar como exemplos a agência Ginga e o site pokerdoc que faz seu próprio marketing de conteúdo.”

Outra startup que ganhou o privilégio de se tornar uma PMD do Facebook foi a Social Miner (www.soclminer.com.br), de Roger Mattos, de 29 anos, e Ricardo Rodrigues, de 28. Os dois foram colegas de trabalho no site Peixe Urbano até resolverem montar a empresa há apenas seis meses. “Oferecemos uma ferramenta de marketing que transforma dados dos clientes em campanhas personalizadas”, explica Roger Mattos. “No Hackaton, o objetivo era fazer alguma integração com a plataforma do Facebook. Conseguimos criar ads automáticos, que já estão rodando com grandes clientes”, conta Mattos, que é formado em engenharia de computação.

Apesar do sucesso precoce, ele já dá conselhos para outros empreendedores: “O segredo é tirar a ideia do papel e colocar no mercado para testar, nem que for uma versão bem simples. O brasileiro tem medo de falhar. E falhar não é ruim; é muito bom para crescermos”.