Home > Inovação > Aplicativo auxilia agricultores contra pragas

Aplicativo auxilia agricultores contra pragas

Consultor agora consegue identificar pragas. Basta abrir o app na área do plantio

por Fernando Porto

André Salles, consultor técnico em Fertilidade de Solos, da Meristema Agrícola, é morador da cidade de Piratuba (SC) e trabalha na orientação de agricultores de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. “Meu trabalho consiste em fazer com que o produtor aumente sua produtividade por hectare. A partir do momento em que recebo as análises de solo ou os mapas de fertilidade, é onde começo a cumprir meu papel de interpretar as coisas que lá estão e fazer a recomendação de uma adubação que possa atender às necessidades nutricionais de culturas como soja, milho, feijão e trigo”, conta o técnico.

Salles sentia a necessidade de aperfeiçoar seu trabalho de consultoria em uma área importante, mas que não dominava: a de controle de doenças e pragas. Pesquisou e descobriu o app gratuito Adama Alvo. Resolveu então baixar em seu smartphone para fazer um teste. O resultado é que hoje o app se tornou um assistente virtual fundamental.

“Antes do uso do Adama Alvo, eu não conseguia fazer a identificação de pragas e acabava recorrendo a outros colegas de empresas que entendiam do assunto. E isso demorava, às vezes, até sete dias para obter retorno e orientar o produtor. Ou seja, era extremamente complicado já que doenças e pragas não esperam por suas informações”, explica o consultor.

Identificação do problema

Agora, basta abrir o app na própria área do plantio e fazer a identificação do problema.adama Alvo - tela exemplo E mesmo que haja dúvida, Salles pode acionar a equipe de suporte do programa. “Por exemplo, detectei uma área de milho onde havia sido feito uma aplicação de Paraquat (herbicida) e a névoa da pulverização acabou atingindo essa cultura. Como fiquei em dúvida, enviei uma foto para a equipe Adama. Em menos de 10 horas, a equipe já havia enviado uma mensagem sobre consequências do uso do Paraquat, com toda uma literatura sobre o assunto. E recebi no dia seguinte uma ligação de um dos membros da Adama querendo saber se ainda tinha dúvidas”, conta Salles.

Hoje ele recomenda o app a outros colegas ATC (Assistentes Técnicos Comerciais) uma vez que muitos destes profissionais também não são especialistas na área entomológica ou fisiológica. Por meio de um banco de imagens e informações, como descrição, sintomas e dados técnicos das principais ocorrências, o agricultor pode usar o app para comparar e identificar o problema em sua lavoura e em caso de dúvidas, pode tirar uma foto e enviar para análise técnica da Adama. Disponível para Android e iOS, o app já superou a marca de 15 mil downloads.

“Trata-se de mais um passo importante para simplificar a vida do agricultor com soluções inovadoras”, afirma Roberson Marczak, gerente de Inovação da Adama. Outro ponto positivo é que o aplicativo pode ser utilizado sem a conexão com a internet, o que facilita o acesso no campo.