Home > Dicas > Fazer ginástica no trabalho? Sim, você pode!

Fazer ginástica no trabalho? Sim, você pode!

Por Fabíola Lago

As desculpas para não fazer ginástica são sempre ótimas e quase justificáveis: falta de tempo, um projeto atrasado, muitas reuniões, agenda lotada. O almoço vira um lanche delivery e mistura-se aos e-mails em frente ao computador. E a gordurinha vai se alojando onde não deve. As dores na coluna aumentam, as articulações passam a fazer ruídos que não condizem com a sua idade.

E a insônia? Dá-lhe café em doses cavalares para manter-se “acordado”. Trabalhar, ser produtivo e manter-se saudável talvez seja um dos maiores desafios para os profissionais de hoje. Mas nem tudo está perdido. E começa sempre com pequenos passos. A primeira delas, conscientizar-se que você deve guardar um tempo para cuidar de… você!

Se você ainda não está com aquele pique todo para virar atleta de um dia para o outro, listamos uns truques bem legais do Agita SP – ONG que desenvolve programas de combate ao sedentarismo – para você se exercitar em “micro” oportunidades que vão ajudá-lo a sair do marasmo dentro da sua rotina de trabalho. Confira!

Como fazer ginástica em “pílulas”

  • Acorde uns minutinhos antes e desça um ponto de ônibus ou uma estação do metrô antes da sua. Caminhe!
  • Se estiver de carro, estacione de forma que você ande 10 minutos até chegar à empresa;
  • Desfrute subir no mínimo cinco andares pela escada todos os dias. Se preferir, desça 15. Dá no mesmo!
  • A cada uma hora de trabalho, faça uma pausa para movimentar-se. Saia, respire, você nem imagina como pode melhorar seu raciocínio oxigenando o cérebro. (Essa dica é da Monja Coen!);
  • Tiras elásticas – de lycra mesmo – são ótimos e discretos equipamentos para alongar os braços e o pescoço durante o expediente enquanto você estiver em frente ao computador;
  • Procure caminhar durante o almoço, de preferência com o celular desligado. Comer na estação de trabalho, nem pensar;
  • Pés confortáveis são fundamentais para proporcionar uma boa caminhada. “Mal vestidos”, desconfortáveis ou muito aquecidos podem trazer a sensação de fadiga. Os pés têm uma circulação mais superficial, com muitos vasos sanguíneos, ficando mais frio ou mais quente rapidamente;
  • Quando novas demandas de trabalho chegarem, analise com calma o que é urgente do que é importante. A confusão entre as duas situações costuma gerar estresse desnecessário;
  • Se a sua empresa tiver grupos de esporte, aproxime-se. Além de combater o sedentarismo, você estará participando de um momento divertido de integração, conhecerá pessoas de outras áreas e ainda por cima, ficará mais saudável!

Afaste o sedentarismo

O sedentarismo – ou a falta de atividades físicas – já foi classificado como doença pela Organização Mundial de Saúde. E é a porta de entrada para doenças graves e crônicas, como a hipertensão arterial, diabetes, obesidade, aumento do colesterol e infarto do miocárdio. Segundo especialistas de Educação Física e cardiologistas, tudo isso pode ser evitado com exercícios alternados, três vezes por semana, cerca de 45 minutos.

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego. Se você já tem um cadastro, atualize-o aqui.