Home > Dicas > Lato Sensu, Stricto Sensu, Mestrado: tire suas dúvidas

Lato Sensu, Stricto Sensu, Mestrado: tire suas dúvidas

E então, após apresentar seu projeto de conclusão de curso (ou TCC ou algo semelhante, você sabe bem – ou saberá) e ser aprovado, você está formado. Alguns já estão no mercado, mas não deixam de pensar no futuro. Outros já querem emendar um curso de pós-graduação, e nessa hora é preciso prestar atenção ao que você deseja profissionalmente e quais horizontes quer ampliar.

A escolha não é simples, até porque há uma oferta imensa de cursos no mercado brasileiro. Segundo revelou uma reportagem recente o jornal Folha de São Paulo, há no Brasil atualmente mais de 5.500 cursos apenas de mestrado e doutorado – sem contar, ainda, milhares de cursos de especialização. O universo é amplo.

Por isso é preciso entender o que cada um dos cursos oferece, e no que ele pode complementar a sua formação e lhe preparar ainda mais para a área que você escolheu. Abaixo focamos nos caminhos mais comuns que segue o profissional graduado. Afinal, um certificado desses pode aumentar ainda mais as suas chances profissionais.

– Especialização ‘Lato Sensu’: Lato sensu é uma expressão em latim que significa, literalmente, “em sentido amplo”, em contraposição ao stricto sensu (“sentido estrito”). Normalmente é uma pós-graduação de, no mínimo, 360 horas (18 meses em média). Não há aqui status de mestrado, ou seja, o aluno recebe um certificado de conclusão – e não um título – que, ainda assim, é muito valorizado pelo mercado. É indicada para profissionais que querem aprender e desenvolver habilidades especificas que podem ser aplicadas no dia-a-dia da profissão. No Brasil, de acordo com o Conselho Nacional de Educação, incluem-se na categoria de curso de pós-graduação lato sensu os cursos designados como (Aperfeiçoamento) ou equivalentes.

MBA: Sigla do inglês Master Business Administration (Mestrado em Administração de Negócios), o MBA é uma pós-graduação destinada a administradores e executores na área de gestão de empresas, marketing e negócios. Sua duração, em média, é de 18 meses, e o concluinte não recebe título de mestrado (devido a uma mudança na lei em 2001, que colocou o MBA na categoria de Pós-graduação Lato Sensu), mas um certificado de conclusão – também bastante valorizado pelo mercado. É indicado para aqueles que já tem uma experiência profissional e querem se preparar tanto para liderar pessoas quanto para entender os negócios de uma forma macro.

Mestrado: integra a categoria stricto sensu e, atualmente, existe em duas variantes, o Mestrado Profissional e o Mestrado Acadêmico. O Mestrado Profissional enfatiza estudos e técnicas diretamente voltadas ao desempenho de um alto nível de qualificação profissional. Esta ênfase é a única diferença em relação ao Acadêmico. O Mestrado Profissional permite que o concluinte atue tanto na área acadêmica quanto no mercado de trabalho, por isso é indicado para aqueles que ainda têm dúvidas sobre qual caminho seguir. Sua duração mínima é de 24 meses e engloba cursos de administração, engenharias, ensino e áreas interdisciplinares. O concluinte recebe diploma e título de mestre, e pode, com isso, partir para o doutorado.

Já o Mestrado Acadêmico funciona como uma porta de entrada para a área de pesquisa. Ao iniciar os estudos, sob a orientação de um doutor na área escolhida e durante um período, usualmente de 24 meses, o aluno realiza pesquisas que deverão resultar em uma dissertação sobre um determinado assunto escolhido, com metodologia adequada ao desenvolvimento do trabalho, este inserido em todas as áreas do conhecimento. É indicado para os graduados que desejam seguir uma vida acadêmica, aprofundando as pesquisas após o primeiro contato na faculdade. O concluinte recebe diploma e título de mestre, e pode, com isso, partir para o doutorado.

Doutorado: É o grau mais elevado da pós-graduação no Brasil e sua duração mínima é de 48 meses. É indicado para quem quer ascender na vida acadêmica e/ou se especializar de fato em determinada área. Há duas maneiras de se chegar ao doutorado: através da conclusão do mestrado ou por um desempenho destacado na graduação, sendo que a aceitação deste segundo item depende da legislação particular de cada Universidade. O concluinte recebe diploma e título de doutor.

Entre as instituições que oferecem cursos de pós-graduação estão nomes como UNIP (Universidade Paulista), Anhanguera, Mackenzie, SENAC, AVM, Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), Impacta, Anhembi Morumbi, FGV (Fundação Getúlio Vargas), Fundação Escola de Sociologia e Politica de São Paulo, HSM, Insper, PUC-SP, FDC (Fundação Dom Cabral), FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado), FIA (Fundação Instituto de Administração), FIAP (Faculdade de Informática e Administração Paulista), FSA (Fundação Santo André), Damásio Educacional, Claretiano, Cruzeiro do Sul, São Judas, ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing), Faculdades Integradas Rio Branco, UnG (Universidade Guarulhos), FMU e Uninove. Mas há muitas outras.

Fica o conselho: pesquise. E agora que você sabe para que serve cada um dos cursos, você pode tirar as suas dúvidas de quando e onde fazer aqui.