Home > Dicas > O que NÃO escrever em seu currículo

O que NÃO escrever em seu currículo

Saiba quais são os errinhos que tomam um espaço valioso em seu CV

por Thayane Fernandes*

Muitos conteúdos aqui no VAGAS Profissões ensinam a fazer um currículo vencedor, mas hoje vou explicar com detalhes o que NÃO escrever em seu CV. São errinhos bobos, mas que tomam um espaço valioso.

Dicas para NÃO escrever no currículo

Dados pessoais

  • As vagas divulgadas não começam com “Anúncio de Emprego”. Então não inicie seu currículo com a famosa frase “Curriculum Vitae”;
  • Números de documentos pessoais (RG, CPF etc) são dispensáveis neste momento. Quando você for contratado a empresa irá solicitar essas informações através de formulários específicos;
  • Não escreva sua data de nascimento (apenas sua idade);
  • Não é necessário listar o nome dos seus pais no currículo;
  • Use um endereço de e-mail próximo de “nome@e-mail”. Contas como “gatinha.do.bairro@e-mail” poderão tirar a credibilidade de seu CV.

Obs.: em currículo online, alguns documentos e a data de nascimento são pedidos para evitar que a mesma pessoa faça mais de um cadastro no site.

Objetivo profissional

  • A simples falta deste campo em seu currículo já é um problema;
  • Não escreva objetivos genéricos como “ajudar a empresa a crescer” ou “trabalhar nesta empresa de sucesso”. Precisa ser mais direto como “Analista Financeiro Pleno” ou “Assistente Administrativo”;
  • Para múltiplos objetivos de carreira, vulgo “carreira em Y”, elaborar currículos diferentes. Exemplo: Analista de Contabilidade  (cv 1), Fotógrafo (cv 2), Professor (cv 3).

Resumo (ou qualificações)

  • Não escreva elogios vazios (“profissional dinâmico com muita garra para crescer nesta empresa de sucesso!”). Seja objetivo e coloque um resumo das evidências que comprovam suas qualificações profissionais.

Experiência profissional

  • Não erre na ordem das informações: experiências mais recentes em cima e as mais antigas no fim;
  • Descreva com detalhes apenas seus últimos três empregos ou 10 últimos anos trabalhados. Para as demais experiências, liste apenas o último cargo + nome da empresa + breve descrição da organização (segmento, porte e nacionalidade);
  • Não esqueça de listar as datas de entrada e saída de todas as suas experiências profissionais (mês/ano).

Formação acadêmica

  • Certifique-se que você escreveu corretamente o nome do seu curso e de sua instituição de ensino (incluindo siglas). Essas informações são usadas pelos recrutadores como “palavras-chave” em muitas pesquisas de CVs.

Idiomas e cursos extras

  • Sabe aquele inglês “verbo to be” que você aprendeu no Ensino Fundamental/Médio? Então, não coloque esta informação em seu currículo caso você considere sua proficiência nível básico (a menos que você esteja estudando atualmente);
  • Não escreva cursos que estejam desalinhados com seu objetivo profissional.

Informações complementares

  • Não liste referências profissionais, se necessário a empresa irá solicitar.

Acredite em mim: se você colocar todas as informações básicas de um CV e não cometer nenhuma das gafes acima, com certeza já terá muitos pontos na frente dos candidatos concorrentes 🙂

 

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego. Se você já tem um cadastro, atualize-o aqui.

 

*Equipe de Marketing da VAGAS.com