Home > Dicas > MBA internacional: o que você precisa saber!

MBA internacional: o que você precisa saber!

Por Fefa Costa

Estudar fora do país é o objetivo de muitos profissionais, mas também uma realidade que exige investimento e dedicação. É fato que cursar MBA em escolas internacionais de renome garantem uma verdadeira ascensão na carreira de qualquer profissional e aliam a vivência internacional à possibilidade de formação de um network valioso.

Porém, tomar essa decisão é o apenas o primeiro passo rumo à concretização deste plano. Os cursos fora do país têm carga horária que chegam ao dobro de cursos em instituições brasileiras, matérias com alta complexidade e totalmente em inglês. Por esse motivo, a preparação do aluno é essencial. Isso sem contar que alguns candidatos ainda carregam expectativas que, muitas vezes, não condizem com a realidade.

“É importante que o candidato faça uma avaliação completa de seus objetivos de carreira e pessoais, bem como qual é seu planejamento para estudar fora”, observa Viviane Wright, social da MBA House, escola preparatória para cursos de MBA Top 10, com unidades em cinco cidades, incluindo Nova York.

“A melhor forma de escolher que MBA fazer é contando com o apoio de um consultor que fará esta avaliação, e com isso poderá indicar os programas que o candidato terá o melhor “fit”. Programas que tem mais a ver com o que o candidato quer e onde se sentirá mais confortável estudando”, complementa Viviane.

A contribuição do profissional para a empresa é um diferencial
Ao contrário do que pensa a maioria, não é fundamental ter no currículo a passagem por multinacionais. O importante é a contribuição que o candidato fez para a empresa, sua proatividade e geração de soluções. As applications – redações que o candidato entrega para as escolas – junto com a nota do GMAT trazem informações muito mais amplas do que um simples currículo.

“Eles observam tudo. Vale contar sobre participação em trabalhos acadêmicos, grêmios, grupos, projetos das empresas em que trabalhou, outras experiências internacionais, como viagens e cursos e até vivências pessoais que tenham relevância”, explica Marcelo Dias, coordenador da MBA House São Paulo.

Empreender desde a juventude também significa que existe bastante experiência profissional e especialmente de liderança. Muitas escolas valorizam isso. Em uma mesma sala haverá alunos que tiveram vivência em multinacionais variadas, e outros que empreenderam a vida toda.

O histórico escolar é importante para admissão das escolas. Ele é combinado com outras informações para traçar o perfil acadêmico do candidato. Ter nota excelente no GMAT e um histórico profissional positivo pode criar chances de neutralizar um histórico acadêmico fraco.

Visitar as escolas é uma opção, mas necessariamente não auxilia na admissão. Porém, na hora de preparar o application, esse conhecimento pode ser um diferencial. Outra alternativa é participar dos eventos que as escolas organizam no país.

Passos para chegar ao MBA internacional
1º passo
Empenho e vontade para conquistar a vaga.

2º passo
A escolha da escola mais adequada a perfil e objetivos de carreira.

3º passo
Plano de estudos – os estudos duram cerca de um ano para resultados.

4º passo
Notas satisfatórias no GMAT e no TOEFL. O GMAT é uma prova computadorizada com três horas de duração. Já o TOEFL é a prova que avalia a proficiência em inglês.

5º passo
Redações muito bem elaboradas, chamadas applications, que serão enviadas às escolas dentro dos prazos estipulados.

6º passo
Entrevistas