Home > Dicas > Finanças pessoais: como sair das dívidas

Finanças pessoais: como sair das dívidas

Deixar a vida financeira fora do controle pode prejudicar seu desenvolvimento profissional

Dívidas e uma vida financeira fora do controle afetam rápida e negativamente o lado profissional e a evolução da sua carreira. Para evitar que isso aconteça, siga este passo a passo construído por Ivan Emerik, diretor da Safe Consultoria Financeira e autor de Saúde Financeira Sem Mistérios, para colocar suas finanças pessoais de volta nos trilhos.

5 passos para deixar as dívidas no passado

Primeiro passo: organizar-se

Antes de tudo, é preciso  descobrir qual é o seu problema financeiro, que tamanho ele tem e qual seria o melhor remédio para ele. “Pense onde você se endividou, por que isso aconteceu e o que é preciso fazer para sair dessa”, recomenda.

Segundo passo: controlar entradas e saídas

Em seguida, é preciso é equilibrar duas ferramentas básicas: orçamento e fluxo de caixa. “Muita gente pensa que isso é coisa de empresa, mas não é”, afirma o especialista. “Se você gastar mais do que ganha todo mês a conta nunca vai fechar.” Uma dica é controlar tudo o que você gasta – tudo mesmo. Inclusive aquele cafezinho que toma todo dia depois do almoço. “Se ele custa 4 reais, você gasta 160 reais por mês sem nem perceber”, alerta. O controle pode ser feito na ferramenta que você preferir – desde um app para o smartphone até uma simples planilha em Excel ou mesmo um bloquinho de papel.

Terceiro passo: fazer gestão diária de gastos

Sabe o exemplo do cafezinho? Então, fazer essa gestão diária significa pensar onde você pode cortar custos. O orçamento está apertado e você pode dispensar o café? Dispense. A academia você pagou por seis meses mas só usou um? Da próxima vez, avalie se não é melhor fazer um plano mensal, mesmo que seja mais caro do que o semestral. “Pelo menos você vai pagar apenas pelo que usar de fato”, explica. O importante é cortar o que é supérfluo. “Claro que você pode tomar o cafezinho uma vez ou outra, mas é preciso fazer com que esse prazer caiba no seu orçamento.”

Quarto passo: renegociar dívidas e pagamentos

Começando pelas dívidas, a dica de Emerik é a de ir ao banco ou à administradora do cartão de crédito e tentar renegociar o que você está devendo. “Você pode trocar a dívida do cheque especial por um empréstimo pessoal, que tem juros mais baixos”, afirma. “O importante é sempre pesquisar as taxas e optar pelas mais interessantes para você.” Sobre os pagamentos, a recomendação é simples: peça descontos. Você é um bom cliente para a academia? Negocie com o gerente uma redução na mensalidade. E por aí vai.

Quinto passo: ganhar mais dinheiro.

Ninguém disse que é fácil, mas a melhor forma de viver melhor e sem dívidas é ganhar mais. É isso mesmo: a dica é sair do sofá e investir agora mesmo na sua carreira, na sua formação e no seu networking para ser um profissional reconhecido na sua área e, claro, conseguir empregos cada vez melhores.

 

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego. Se você já tem um cadastro, atualize-o aqui.