Home > Dicas > Como se comportar no job rotation?

Como se comportar no job rotation?

Humildade para aprender e relacionamentos são muito importantes

por Fernanda Bottoni*

Muitas empresas oferecem aos seus profissionais – especialmente os trainees – a oportunidade de conhecer diversas áreas em pouco tempo, o chamado job rotation. Muita gente já ouviu falar ou até conhece alguém que tenha feito, mas raramente os profissionais mais jovens sabem como aproveitar ao máximo essa experiência. Se esse é o seu caso, confira as dicas de Halina Matos, gerente de Desenvolvimento & Carreira da DMRH, para fazer bonito nessa etapa

Dicas para aproveitar o job rotation

1 – Tenha um objetivo

Para muitas empresas, o job rotation é um momento de integração e conhecimento oferecido aos profissionais para que eles conheçam diferentes áreas, processos ou projetos. Por isso, a primeira dica da especialista é que o jovem estipule seu próprio objetivo.

“Converse com a área para entender que tipo de benefício você pode trazer e tome isso como uma meta pessoal”, recomenda. “Essa postura facilita a sua adaptação e também gera aprendizado porque quem se compromete com uma entrega acaba tendo mais oportunidades de testar o seu conhecimento”.

2 – Chegue disposto a aprender

Demonstre humildade e tranquilidade. Segundo Halina, muitos trainees têm receio de chegar a uma área que ainda não conhecem e encontrarem resistência de profissionais mais experientes, que estão lá a mais tempo e não parecem muito interessados nos palpites de um novato.

“Para vencer essa resistência sem ter de bater de frente com ninguém, o melhor é chegar com uma postura humilde, de quem observa e procura entender o contexto antes de apontar alternativas”, explica. O ideal é fazer mais perguntas do que dar respostas, pelo menos nas primeiras semanas, e jamais apresentar uma ideia de forma impositiva.

3 – Absorva informação e faça contatos

“O job rotation tem dois grandes benefícios para a carreira de todo jovem profissional”, diz Halina. O primeiro deles é permitir que ele conheça melhor muitos dos processos da empresa. “É preciso aproveitar esse tempo para absorver o máximo de informação possível”, afirma ela. O outro – que é ainda mais rico e promissor – é que ele proporciona o relacionamento dos jovens profissionais com pessoas de todas as áreas. “Esses relacionamentos são muito valiosos para o seu futuro”, afirma ela.

Isso porque se você já tiver uma boa relação com as pessoas da sua área fim, aquela em que você vai ser alocado no final do job rotation, você com certeza será mais bem recebido. Com pessoas de outras áreas também é sempre muito bom ter boas relações porque isso facilita o andamento de projetos que englobam várias equipes, por exemplo. “Quanto melhores foram a imagem que você deixa e os relacionamentos que você planta, melhor para você.”

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego. Se você já tem um cadastro, atualize-o aqui.

*Fernanda Bottoni é jornalista e escreve sobre carreira e mercado de trabalho há mais de quinze anos.