Home > Dicas > Como calcular férias: entenda aqui!

Como calcular férias: entenda aqui!

Veja quanto você pode ganhar antes de desfrutar do merecido descanso

por Fernanda Bottoni*

Muitos profissionais não sabem como calcular férias e não entendem muito bem quanto vão receber antes de sair e depois de voltar desse descanso. Para ajudar a entender esses cálculos, pedimos a ajuda de Ivan Emerik, diretor da Safe Consultoria Financeira e autor de “Saúde Financeira Sem Mistérios”.

Segundo o especialista, o cálculo de férias, em si, é bastante simples. O mais importante, no entanto, é prestar atenção nos descontos, especialmente quando você opta por vender um terço das férias e adiantar a primeira parcela do 13º salário. Vamos lá.

Como calcular férias do trabalho?

Para quem vai tirar 30 dias de férias, o cálculo é o seguinte:

O funcionário recebe o dinheiro das férias até 48 horas antes de parar de trabalhar. O valor recebido é o das férias (que é o valor do salário integral) acrescido de um terço menos os descontos. Ou seja, quem tem salário de R$1.500,00 vai ganhar R$1.820,00, compostos por salário (1500 reais), mais um terço (R$1.500,00 dividido por três, ou seja, R$500,00), menos INSS de 9% (R$180,00).

Quem tem salário maior, de R$1.800,00, por exemplo, também deve considerar o desconto de IR sobre o valor a receber. Neste cálculo, valor líquido seria de R$2.163,00, compostos por salário (R$1.800,00), mais um terço (R$600,00), menos INSS de 9% (R$216,00) e Imposto de Renda (R$21,00).

Se, ainda com salário de R$1.500,00, o empregado optar por vender um terço das férias, o valor líquido a receber será de R$2.247,17, compostos por salário (R$1.500,00) mais um terço (R$500,00), mais venda de 1/3 férias (R$500,00), menos INSS (R$225,00), menos o Imposto de Renda (R$27,83).

Há ainda a opção de antecipar a primeira parcela do décimo terceiro. Se fizer isso, o valor líquido a receber será de R$2.868,68, resultado cálculo salário (R$1.500,00), mais 1/3 do abono de férias (R$500,00), mais venda de 1/3 de férias (R$500,00), mais primeira parcela do 13º (R$750,00) menos INSS (R$292,50), menos Imposto de Renda (R$88,83).

Ivan alerta, ainda, para uma situação que ocorre frequentemente quando o funcionário volta ao trabalho. “Ele volta contando que ainda vai receber um salário que, na verdade, já foi pago adiantado ”, afirma. Não custa nada se programar, certo? E boas férias!

 

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego. Se você já tem um cadastro, atualize-o aqui.

 

*Fernanda Bottoni é jornalista e escreve sobre carreira e mercado de trabalho há 15 anos.