Home > Dicas > Uncategorized > Como aproveitar melhor seu curso online de idiomas

Como aproveitar melhor seu curso online de idiomas

Entenda quais são as modalidades e faça um teste para saber qual é a melhor para você

*por Ligia Crispino

Antes de comprar um curso online de idiomas, é muito importante entender como ele funciona e se a modalidade que você está pensando em fazer está alinhada ao seu perfil, à sua meta e ao prazo para adquirir fluência.

Curso online de idiomas: principais tipos e características

1. Curso Online Multiplataforma

Alguns exemplos de cursos online em multiplataformas são Open English, English Live, Voxy, Fluent U, Cambly e iLearn, da Companhia de Idiomas. Em geral, eles oferecem uma sequência de atividades com a prática das habilidades de conversação, compreensão oral e compreensão escrita, acompanhadas de relatórios de aproveitamento. Esta modalidade é indicada para quem:

  • Precisa de flexibilidade de agenda.
  • Precisa avançar no idioma, mas tem pouco recurso para investir.
  • Curte o ambiente digital e as novas tecnologias.
  • Prefere autonomia a ter que seguir regras e horários.
  • Tem muita disciplina.

Preço

Essa modalidade é mais barata do que as aulas presenciais ou até mesmo do que as aulas ao vivo. Algumas plataformas fixam os preços em Real, mas são convertidos para dólar e cobrados do cartão em dólar.  Isso significa que será acrescido IOF.

Prática oral em grupo

Realize o máximo possível de aulas ao vivo na plataforma, pois é a sua oportunidade de falar. Se você for tímido e tiver medo de se expor, faça primeiro o que é mais difícil para você: participar da prática oral. Caso contrário, opte por um curso presencial ou curso ao vivo.

Algumas plataformas limitam o número de realizações de aulas por dia e outras, por mês. Há também a possibilidade de realizar aulas particulares pelas plataformas, mas os preços são mais elevados.

Acompanhamento

Nas aulas ao vivo pela plataforma, o professor não caminham com você. São aulas avulsas, não sequenciais, dadas por professores diferentes. A formação dos grupos também é variada e nem sempre há homogeneidade.

Feedback

Há professores que corrigem e dão feedback, e há os que não fazem nada disso. Isso é um ponto de atenção nas práticas de conversação. Além disso, como elas têm duração de 30 a 45 minutos, se houver muitos alunos na sala, haverá apenas o tempo para uma rodada de perguntas para que todos participem.

Flexibilidade

Você pode realizar as atividades a qualquer hora do dia e da noite, de qualquer lugar e meio eletrônico, inclusive do celular. Portanto, você pode usar o tempo ocioso de espera para estudar, como filas, aeroporto, consultórios etc.

Disciplina

Coloque data e hora para acessar a plataforma todos os dias, definindo quanto tempo irá estudar o idioma. O grande desafio dos cursos online é manter a regularidade de acesso e realização das atividades.

Vale atentar aqui para o prazo das licenças, a Open English e a English Live têm pacotes de 12 meses. Neste caso, se você não for disciplinado, poderá haver um risco de pagar por algo que você não utilizará. Avalie.

2. Aulas online ao vivo

São as aulas realizadas via plataformas de videoconferência, tais como Skype, Hangouts, Facetime, Zoom e Appear, com professores predeterminados e projeto desenhado para cada aluno ou grupo. Essa modalidade é indicada para quem:

  • Precisa de praticidade, mas não abre mão da disciplina de ter hora marcada para estudar.
  • Gosta de estudar sem, necessariamente, seguir a sequência dos livros.
  • Necessita da prática de conversação.
  • Viaja constantemente e não consegue participar de um grupo presencial.

Esse tipo de aula funciona melhor com grupos pequenos para que haja maior aproveitamento do conteúdo e todos possam praticar e ser corrigidos.

Outra questão relevante a ser aplicada neste formato é o conceito de flipped class (classe invertida), para que atividades como compreensão oral e leitura sejam feitas antes da aula. O aluno se prepara sozinho, com instruções dadas pelo professor e as aulas focam em conversação, esclarecimento de dúvidas, sinalização e orientações do que fazer para melhorar a fluência.

Dicas para acelerar o aprendizado de idiomas nos dois modelos

  • Atenção ao local da aula: cuidado com barulho, confira sua conexão e use fones de ouvido com microfone ou um headset.
  • Concentre-se: não divida sua atenção. Feche todos os programas e redes sociais e tente não dispersar. Se estiver no computador, deixe o celular longe e sem som.
  • Converse com alguém e peça para que seja o seu mentor de estudos.
  • Tenha o máximo de exposição diária ao idioma. Use filmes, músicas, séries, aplicativos, redes sociais. Mescle recursos gratuitos com recursos pagos.
  • Leia em voz alta e grave a sua própria voz.
  • Alinhe sua prática diária às habilidades que você precisa desenvolver.

O estudo autônomo ou exposição ao idioma deve ser em doses homeopáticas, ou seja, um pouco todos os dias para que possa melhorar sua comunicação rapidamente. Quando acumulamos, a tendência é de “dar preguiça” de fazer ou ficar com a sensação de que não teremos o tempo necessário para fazer todas as atividades. Só que o sucesso do curso depende, fundamentalmente, da realização dessas atividades, pois elas servem para consolidar estruturas e vocabulário novo e também que ainda não estão automatizados e são usados de maneira inadequada.

 

Por fim, apenas as pessoas que definem suas metas e decidem deliberadamente fazer uso inteligente do tempo para aprender um idioma estrangeiro conseguirão alcançar a fluência desejada.

Qual é a melhor modalidade para você?

Faça este teste da Companhia de Idiomas e descubra qual modalidade é mais adequada ao seu perfil de aluno.

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego. Se você já tem um cadastro, atualize-o aqui.

*Lígia Crispino é fundadora e sócia-diretora da Companhia de Idiomas e do ProfCerto.