Home > Dicas > 9 regras de etiqueta corporativa para seguir

9 regras de etiqueta corporativa para seguir

Veja como manter a sua imagem profissional em alta

Não basta você ter boa formação e estar bem preparado para fazer o seu trabalho. Quem quer crescer na carreira precisa também estar pronto para representar a empresa, seja no modo de falar, de vestir ou de se relacionar com os colegas. A consultora empresarial Cynthia Cunha listou nove regras de etiqueta corporativa que todo profissional precisa seguir, mas que ainda geram muitos escorregões por aí…

Conheça as principais regras de etiqueta corporativa

1. Gentileza não tem a ver com hierarquia

A consultora garante que (infelizmente) é muito comum encontrar funcionários extremamente educados e simpáticos com o chefe e não tão afáveis com os que estão abaixo na hierarquia da empresa, incluindo sua própria equipe e também quem faz aquele café delicioso,  cuida da limpeza do escritório e recebe os clientes. Desejar “Bom dia” (dizer por favor, obrigada…) para a copeira com o mesmo entusiasmo e a mesma gentileza que empenha na conversa com o chefe é essencial.

2. Ambiente impróprio para explosões

Nada justifica uma explosão de nervos no ambiente profissional. NADA, ok? Não importa que você esteja cheio de problemas pessoais, lotado de coisas para fazer, com metas impossíveis para cumprir e ainda receba, logo cedo, uma bomba para desarmar até a hora do almoço. Respire fundo e controle-se. “Explosões não têm espaço no trabalho e ninguém é obrigado a conviver com isso”, diz Cynthia. E tem mais. Ela garante que pessoas birrentas, choronas e reclamonas são as primeiras a receber cartão vermelho.

3. Decotão traiçoeiro

Bom senso, por favor, antes que isso acabe com sua imagem profissional. Roupa de trabalho é sempre roupa de trabalho.

4. Micos tecnológicos

É simples assim: não pode atender celular durante a reunião, não pode nem deixar o celular tocar (deixe em silencioso e, se realmente for uma urgência, saia rapidamente para atender), não pode enviar piadas, correntes, orações para os colegas da empresa, não pode mandar bom dia para o grupo do Whatsapp às 7 horas da manhã (de preferência, nem mais tarde), não pode deixar de retornar e-mails (nem que seja para dizer que recebeu e logo vai responder).

5. Beijinhos forçados

Excesso de intimidade também pega muito mal no trabalho. A etiqueta corporativa manda não forçar a mão dando beijinhos em todas as pessoas da sua área todos os dias pela manhã. Guarde isso para ocasiões como aniversários, confraternizações ou comemorações, se for o caso.

6. Olha a boca, menino(a)!

Palavrões e gírias são tão inadequados quanto voz alta e xingamentos. É óbvio, mas não custa lembrar.

7. Críticas e elogios

A etiqueta para esses dois casos é a seguinte: críticas são feitas em particular e elogios podem ser feitos em público.

8. Pontualidade também é educação

É fato que, no Brasil, os atrasos são muito tolerados. É fato também que quem trabalha em grandes centros e sofre com o trânsito muitas vezes tem dificuldade para se programar, mas é importante ser pontual tanto no horário de chegada ao trabalho quanto nas reuniões, nos encontros e em todos os compromissos ligados à empresa.

9. Passar a perna no chefe na frente do chefe dele

“Acontece muito de alguém querer aparecer contestando o chefe durante uma reunião em que também estão presentes os níveis mais altos da hierarquia”, conta Chyntia. A dica é: não faça isso porque você vai queimar mais o seu filme do que o do seu chefe. Além, é claro, de inviabilizar a relação de confiança que você poderia ter com ele.

 

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego. Se você já tem um cadastro, atualize-o aqui.