Home > Dicas > 7 toques para melhorar sua comunicação interpessoal

7 toques para melhorar sua comunicação interpessoal

Evite vícios de linguagens ou falar gesticulando demais – ou de menos

Quem se comunica bem consegue chamar a atenção do interlocutor e se fazer entender por ele. Por outro lado, quem não domina a arte da comunicação interpessoal acaba perdendo grandes oportunidades, ou porque não é bem entendido ou – pior ainda – porque fala, fala, fala e ninguém ouve coisa alguma, apenas ruídos.

Segundo Aurea Regina de Sá, coach de comunicação e especialista em linguagem corporal, a maioria dos problemas de comunicação ocorre porque as pessoas, em geral, não se percebem. “Elas não sabem, por exemplo, que têm vícios de linguagem, que falam fazendo gestos demais ou sem fazer gesto algum e tudo isso acaba se transformando em ruído”, explica.

Confira suas dicas para melhorar sua comunicação interpessoal

1 – Observe-se e observe os outros. Nos treinamentos, Aurea costuma filmar os participantes quando estão falando para que possam ver como se saem nesses momentos. Se isso não for possível para você, tente prestar atenção na forma como fala e também na sua comunicação corporal. Fique atento também às outras pessoas, o que chama a sua atenção no jeito que elas falam e também o que acaba causando irritação ou desinteresse. “Pessoas que não gesticulam nada, por exemplo, podem parecer robôs enquanto falam e isso acaba sendo desinteressante para quem está ouvindo.”

2 – Cuidado com vícios de linguagem. Sabe aquelas pessoas que têm mania de repetir ‘tipo’ (ou o ‘tipo assim’) a toda hora? Então. Essa repetição pode distrair o interlocutor, que pode prestar atenção demais no vício de linguagem e acabar se desprendendo do conteúdo.

3 – Não seja “monótono”. “A fala deve ser como um eletrocardiograma, em que as curvas variam para cima e para baixo, com certa musicalidade”, diz Aurea. A dica da especialista é falar como se estivesse colocando algumas palavras em negrito – sem exageros, claro. “Quem fala no mesmo tom o tempo todo acaba gerando tédio na pessoa que está ouvindo, que provavelmente não vá conseguir se manter atento, mesmo que tenha interesse pelo assunto.”

4 – Preste atenção nas reações do seu interlocutor. Só dessa forma você vai saber se ele está interessado e está de fato compreendendo o que você diz. Se perceber qualquer problema, mude o discurso, tente chamar a atenção de outra forma. “Se quiser se certificar de que ele está entendendo, pergunte se você está se fazendo compreender, que é mais gentil.”

5 – Controle os movimentos do corpo. Muitas vezes, quando uma conversa gera ansiedade e nervosismo, as pessoas tendem a se movimentar em excesso. “Tem gente que parece que tem formiga na cadeira”, diz Aurea. Obviamente, isso irrita e desconcentra quem está do outro lado.

6 – Olhe nos olhos enquanto fala. “Isso faz toda a diferença porque a outra pessoa se sente reconhecida e valorizada, e todo mundo quer isso.”

7 – Preste atenção à linguagem que vai usar. Não use palavras difíceis apenas para parecer culto, sem se preocupar com o entendimento da mensagem que você quer passar. “Uma linguagem simples e correta é sempre adequada e não demonstra falta de cultura, como muita gente pensa”, diz Aurea.

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego. Se você já tem um cadastro, atualize-o aqui.