Home > Dicas > 7 contas para fazer antes de aceitar uma proposta

7 contas para fazer antes de aceitar uma proposta

Às vezes os benefícios também compõem grande parte da remuneração

Nem sempre é muito simples fazer as contas para saber se a proposta que você recebeu de uma empresa é mais vantajosa financeiramente do que o seu emprego atual. Se o cálculo envolvesse apenas o salário, a comparação seria fácil, mas muitas vezes os benefícios também compõem grande parte da remuneração que você recebe e é aqui que mora a complicação. Para ajudar nessa tarefa, pedimos algumas dicas da especialista Andrea Sotnik, especialista em capital humano. Veja o que ela recomenda:

1. Plano de saúde. Este é um dos principais benefícios oferecidos pelas empresas. Na hora de “contabilizar” quanto vale o plano de saúde que cada uma oferece, não considere o valor que a empresa paga por ele, mas o valor que você pagaria se fosse contratá-lo de forma particular. “Não importa se a empresa paga apenas R$ 300 porque ela tem vantagens por ter milhares de vidas”, diz ela. “Você deve considerar quanto pagaria pelo plano como pessoa física”, explica. É importante considerar também o nível de reembolso, os hospitais e a rede credenciada.

2. Previdência privada. Também é muito importante colocar todos os detalhes desse benefício na ponta do lápis antes de optar por uma proposta ou outra. “Cheque qual proporção a empresa deposita sobre o valor que você aplica“, recomenda Andrea. As fatias normalmente ficam entre 2% e 8%. É importante também investigar a política da empresa em relação ao desligamento dos funcionários. Por exemplo, quando eles deixam a empresa, podem levar a parte que ela investiu?

3. Carro. Se a empresa oferece carro, você não deve considerar apenas o preço do veículo. “Verifique o desconto que ela oferece para funcionários que querem comprar o veículo depois e também calcule o quanto você economiza com combustível, seguro, impostos e manutenção”, lembra Andrea. A matemática vale especialmente na hora de comparar uma proposta que oferece esse benefício com outra que não oferece.

4. Estacionamento. Pode parecer bobagem, mas, em regiões nobres, esse valor pode chegar a R$ 500 reais por mês, o que faz diferença entre uma proposta e outra. Não custa checar se a empresa tem estacionamento próprio ou arca com esse custo.

5 – Tíquete – Vale a pena checar o valor e também a quantidade de dias. Algumas empresas pagam 22 dias úteis fixos e outras pagam apenas os dias úteis no mês de fato, o que pode fazer alguma diferença no fim das contas.

6 – Cursos – Este é mais um benefício que pode fazer toda a diferença na hora de optar por uma empresa ou outra. Investigue sua política para cursos de idiomas, graduação e pós. Faz diferença no orçamento, pode acreditar.

7 – Celular – A dica é a mesma do carro. Não importa tanto o valor do aparelho que a empresa vai deixar com você, mas o quanto você vai economizar não tendo de pagar a conta. “Tem muita gente que chega a gastar R$ 500 por mês com celular e internet”, finaliza Andrea.

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego. Se você já tem um cadastro, atualize-o aqui.