Home > Dicas > 5 expressões que devem ser evitadas no trabalho

5 expressões que devem ser evitadas no trabalho

Cuidado também com vícios de linguagem. Eles podem prejudicar a comunicação

Se você não presta atenção no que anda dizendo no trabalho, cuidado. Segundo o coach Carlos Diz, algumas expressões podem prejudicar a forma como as pessoas ouvem o que você está dizendo, além de afetar o seu emocional. “Se você usar palavras positivas, pensando em conseguir e superar, por exemplo, possivelmente já vá se sentir melhor mesmo diante de um grande obstáculo.”

5 expressões que você pode riscar do vocabulário corporativo

1. “Isso é muito difícil.”

Segundo Diz, frases desse tipo tendem a ser um bloqueador emocional. Sua dica é usar, por exemplo, “trabalhoso” no lugar de difícil, mesmo nos seus diálogos internos. “O que é difícil tende a ser trabalhoso, mas quando você troca uma palavra pela outra, significa que pode dar trabalho, mas não quer dizer que você vá desistir.”

2. “Não tem como” ou “não dá para fazer” ou “é impossível”.

Frases desse tipo demonstram toda a má vontade de uma pessoa em encarar uma dificuldade ou um obstáculo. É preciso, segundo ele, olhar para as coisas querendo dar um jeito e seguir em frente. “Empresas valorizam pessoas ‘pau para toda obra’, para quem ‘não tem tempo ruim’ porque essa atitude faz toda a diferença no trabalho porque contaminam positivamente o ambiente”, diz. A dica é usar algo como “Vai dar trabalho, mas vamos fazer”.

3. “Não, claro que eu posso.”

Começar a frase com uma negação, que, aliás, é um vício típico dos brasileiros, pode ser um tiro no pé, mesmo que, em seguida, venha uma afirmação positiva. “Emocionalmente, todo o organismo reage ao ‘não’, então, mesmo que depois você vá concordar com a pessoa, o efeito do ‘não’ já foi nefasto para o estado emocional dela.”

4. “Veja bem”, “olha só” e variações.

Expressões desse tipo, mesmo que não tenham qualquer sentido mais profundo, podem ser depreciativas para quem está ouvindo. “Um ‘veja bem’ no início da fala é agressivo porque você está dizendo que, até o momento, a pessoa não estava vendo a situação tão bem quanto deveria”, explica o coach. E atenção. Ele explica que isso ocorre mesmo que, do ponto de vista racional, a pessoa entenda que a expressão é apenas uma forma de iniciar a frase. “Quem ouve pode descartar automaticamente o conteúdo semântico, mas o impacto processado pelo emocional não poderá ser descartado”, afirma.

5.“Eles não querem” ou “Eles mandaram” etc.

O sujeito “eles”, que não esclarece exatamente quem não quer ou quem mandou, não dá credibilidade ao que você está dizendo. “Evite esse ‘sujeito indeterminado’ e diga quem não quer ou quem mandou o que quer que seja.”