Home > Dicas > 5 dicas para afastar o medo de perder o emprego

5 dicas para afastar o medo de perder o emprego

Veja como evitar que o sentimento de insegurança atrapalhe sua produtividade

Quem é que não sente calafrios quando ouve noticiário sobre crise, demissões e número de desempregados no Brasil? Em períodos como este, é realmente difícil evitar que o medo de perder o emprego fique perturbando a sua mente e emperrando o andamento dos seus planos profissionais e financeiros.

“Essa preocupação está potencializada e afeta a todos, sem distinção”, afirma Jair Moggi, consultor, fundador e sócio da Adigo Desenvolvimento Empresarial e Familiar. Quer saber como minimizar os efeitos dessa situação sobre a sua produtividade e o seu sono? Confira as dicas do especialista e não teha medo de perder o emprego.

Afaste o medo de perder o emprego

1. Tenha um plano B

Mesmo que você não esteja na berlinda e sua empresa não esteja realizando demissões, pense o que você pode fazer se perder o emprego neste momento. Segundo Moggi, é importante pensar com objetividade e antecedência nas suas possibilidades para que a insegurança não tome grandes proporções na sua cabeça. “Quando você se pergunta o que de pior por acontecer, de alguma forma você já está se preparando para enfrentar isso”, afirma.

2. Avalie sua rede de contatos

Se, por acaso, acontecer de fato o pior é você ficar desempregado, com quem poderá contar para conseguir uma recolocação? Essa pergunta é chave para colocar o networking em dia – novamente antes que o pior aconteça. Isso porque, se você esperar que a má notícia chegue para só então correr atrás das pessoas que podem ajudar, é possível que elas o vejam como alguém que só aparece quando precisa de alguma coisa, rótulo que não faz bem para a imagem de ninguém. “A vida é relacionamento, as melhores oportunidades surgem de indicações”, diz ele.

3. Identifique seus pontos fortes e fracos

Segundo o especialista, é necessário pensar não só nas suas melhores habilidades, mas também naquelas que você ainda precisa desenvolver. “Pense nisso sem fantasiar, de forma objetiva”, diz ele.

4. Não faça dívidas

Para dormir tranquilo, Moggi recomenda que você tenha uma reserva financeira para sobreviver por seis meses, no mínimo, sem trabalhar. Se você não tem reserva e não imagina como começar uma agora, a dica é, pelo menos, não fazer dívidas em hipótese alguma. “Falta de dinheiro potencializa a tensão”, diz ele.

5. Entenda que existe vida após uma demissão

Segundo Moggi, nem sempre uma demissão ou um período de desemprego trazem apenas coisas ruins para a nossa vida. “Muitas vezes é nessa hora que a gente descobre que pode empreender alguma coisa ou realizar um sonho que sempre estava esperando pelo momento certo”, afirma. “Sempre que uma porta se fecha, alguma janela se abre em algum lugar”, diz ele. E você duvida?

 

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego. Se você já tem um cadastro, atualize-o aqui.