Home > Dicas > 4 erros para evitar no seu currículo

4 erros para evitar no seu currículo

Veja dicas da especialista para chamar a atenção do recrutador positivamente

por Fernanda Bottoni*

O currículo é o primeiro passo para chamar a atenção do recrutador e conquistar a tão sonhada vaga de trabalho. Para evitar os quatro erros mais comuns, confira as dicas de Juliana Alvarez, especialista em recrutamento da Page Personnel.

Não cometa estes erros no seu currículo

1. Não resuma demais sua experiência

Esse é um erro bem comum, principalmente quando o profissional fica preocupado demais em concentrar o currículo em uma folha, que, segundo ela, é um padrão de currículo americano. “Pense que muitas vezes as pessoas de Recursos Humanos que farão um primeiro filtro nos currículos e elas não necessariamente vão identificar tudo o que você faz em duas ou três palavras. É preciso deixar claro quais foram as suas atividades e experiência, de preferência em tópicos”, afirma Juliana.

2. Não omita informações

Qualquer coisa que não faça muito sentido no seu currículo pode gerar desconfiança no recrutador. Por exemplo, se você tentar omitir uma experiência de trabalho negativa, sobre a qual prefere não falar, ou se quiser disfarçar um longo período em que ficou desempregado, é possível que o tiro saia pela culatra e o foco da entrevista acabe se tornando exatamente o oposto do que você estava pretendendo. A dica, então, é deixar tudo esclarecido.

“Você pode omitir algumas coisas, claro, como uma experiência ruim que tenha durado apenas três meses e ficaria perdida entre as outras experiências duradouras do seu currículo”, diz Juliana. Como ela faz questão de destacar, o currículo é uma venda e, obviamente, ninguém quer vender uma coisa que deu errado. Agora, se você vem colecionando experiências curtas e mal sucedidas ao longo da carreira, é bom ficar atento. “Você não pode omitir todas elas e vai precisar contar com a sorte para explicar para o recrutar o porquê de isso se repetir tanto na sua vida.”

3. Não minta seu cargo

Mais um erro comum: colocar no currículo um cargo acima do que você exerceu de fato em uma empresa. “Algumas pessoas passam quatro anos no cargo de coordenador e apenas três meses como gerente, mas, no currículo, dão a entender que ocuparam o cargo mais alto por todo o período”, explica Juliana. Pode ser tentador, mas não é correto, né? “Se você ficou só três meses como gerente, precisa explicar o período de cada cargo adequadamente.”

4. Não supervalorize a sua formação

No currículo, não vale dizer apenas “formado em 2015”, sem esclarecer o curso que você fez e a instituição em que estudou. “Você não ganha nada com isso”, diz Juliana. E, atenção, também não vale incluir cursos livres, por exemplo, no item “formação acadêmica”. “Um curso de um dia pode ser muito relevante para o seu currículo, mas tem de ser relatado no tópico certo, de ‘cursos e outras atividades’, por exemplo.”

 

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego. Se você já tem um cadastro, atualize-o aqui.

 

*Fernanda Bottoni é jornalista e escreve sobre carreira e mercado de trabalho há quinze anos.