Home > Carreira > Evolução profissional > Aprenda como receber e dar feedback construtivo no trabalho

Aprenda como receber e dar feedback construtivo no trabalho

Veja como uma conversa bem estruturada pode ajudar um profissional a se desenvolver
homem branco de barba e óculos sorrindo para colega de trabalho

Feedbacks construtivos são uma excelente ferramenta para desenvolver a carreira de profissionais de todos os níveis. E isso vale tanto para quem vai dar feedback quanto para quem vai receber. Um bom líder precisa saber dar feedback para ajudar sua equipe a evoluir, mas também precisa saber receber feedbacks da equipe para continuar evoluindo. 

Da mesma forma, profissionais mais jovens, mesmo que não tenham cargo de gestão, podem usar sua capacidade de observação e comunicação para oferecer feedbacks que ajudam colegas e chefes a melhorar em algum ponto. Tão importante quanto isso, claro, é saber receber esse retorno e utilizar as informações para guiar sua evolução profissional.

O que é feedback construtivo

Feedback construtivo é aquele “retorno” que um profissional dá ao outro para orientá-lo sobre sua performance e os pontos que devem ser melhorados. Ainda que o termo “construtivo” crie certa confusão e faça muita gente pensar que estamos falando apenas de um “feedback positivo”, em que o profissional recebe elogios por alguma entrega, a ideia não é essa. O feedback construtivo é uma opinião profissional sobre o seu trabalho, com possíveis críticas, elogios e sugestões de melhorias que podem agregar no seu desenvolvimento. 

O que difere um feedback construtivo de qualquer outro feedback é que o primeiro deve necessariamente indicar caminhos para você evoluir profissionalmente. Ou seja, ao receber um feedback construtivo, você entende como está seu desempenho e o que pode ser melhorado em relação às suas atitudes, seu conhecimento e suas competências.

O feedback não construtivo, por outro lado, é apenas uma crítica ou uma ofensa, que não sugere caminhos para você crescer no trabalho. 

Passo a passo para dar feedback construtivo

A capacidade de ajudar outras pessoas a se desenvolverem é uma das competências mais valorizadas nas empresas e o feedback construtivo é uma das principais ferramentas para fazer isso acontecer. Confira como você pode estruturar esse tipo de conversa para que ela alcance os resultados que você espera. 

1. Tenha uma conversa particular

Sabe aquela velha máxima do “elogie em público, mas critique em particular”? Ela é perfeita para o feedback, seja ele formal ou informal. O primeiro passo para dar um feedback construtivo é escolher um local reservado para conversar sem que haja interrupção. Se acontecer de alguém pedir um feedback para você, o pedido não precisa ser atendido imediatamente. O ideal é que você pense sobre o que vai falar e escolha o momento e o local. 

2. Comece com o que vai bem

Para quebrar o gelo da conversa, você pode começar citando o que está funcionando, os pontos que a pessoa desenvolveu bem e que podem ser elogiados.

Claro que a conversa também deve indicar pontos que ela precisa melhorar, mas, para passar de um ponto a outro, a dica é não utilizar a conjunção “mas”, que pode simplesmente anular qualquer coisa positiva que você tenha dito antes.

Por exemplo: “Você se comunica bem comigo, mas poderia tentar ser mais claro com os colegas…”. Outra forma de dizer isso é: “Você se comunica bem comigo e percebo que pode se comunicar melhor com os colegas se conseguir ser mais claro”. Percebe a diferença?

3. Foque no que pode ser melhorado

Como dissemos, a intenção do feedback é indicar um caminho para o profissional melhorar o que precisa ser melhorado. Não é destruir a sua autoconfiança e nem ofender. Por isso, durante a conversa, concentre-se no comportamento que ele tem e não nas suas características pessoais.

Se ele costuma atrasar as entregas, por exemplo, não é o caso de dizer que ele é irresponsável com prazos, mas de relatar o que aconteceu quando ele atrasou um relatório. O que isso gerou no fluxo de trabalho? Que consequências negativas esse atraso desencadeou para toda a equipe? 

4. Use exemplos reais

Para deixar o feedback construtivo e objetivo é muito importante usar exemplos reais que vocês vivenciaram. Se for o caso, na hora de se preparar para a conversa, anote um ou dois exemplos de atitudes que incomodam você ou prejudicam o resultado da equipe como um todo. São esses exemplos que devem ser lembrados e discutidos.

Por exemplo, se a pessoa não enviou determinado relatório e, por isso, você precisou adiar uma reunião importante. Relembre o ocorrido e peça para ela avisar com antecedência se tiver algum problema parecido no futuro. Dessa forma, é mais provável que ela entenda o que deve ser feito e não leve a crítica para o lado pessoal. 

5. Demonstre respeito pelo outro

Nenhum profissional gosta de ser criticado, mas a forma como isso ocorre define como ele vai se sentir e como vai reagir diante da crítica. Para dar um feedback construtivo, escolha bem as palavras e imagine como você se sentiria ao ouvir aquilo se estivesse no lugar da outra pessoa.

Procure não rotular o profissional dizendo que ele é isso ou aquilo. Evite dizer “você é” ou “você sempre” ou “você nunca”. O melhor, novamente, é citar exemplos reais dizendo que você notou, você observou etc.

6. Coloque-se à disposição para ajudar

No final da conversa, é importante que você se coloque à disposição para ajudar no que for preciso e também para tirar dúvidas em relação ao que foi conversado.

Veja se quem recebeu o feedback quer perguntar alguma coisa e, se for o caso, seja paciente nas respostas. Quanto mais a pessoa que recebe o feedback compreender a mensagem, melhor para todos. Para saber como se comunicar de forma empática nessa hora, confira nosso post Por que usar Comunicação Não Violenta no trabalho?. 

Como pedir e receber feedbacks construtivos

Este é o outro lado da ferramenta, quando você precisa receber feedbacks construtivos para saber o que pode melhorar e qual o melhor caminho para isso. Algumas empresas trabalham com feedbacks formais que ocorrem uma vez por mês, semestre ou ano, por exemplo. Porém, se a sua empresa não tem esse tipo de política ou se você sente falta de receber mais feedbacks, veja como fazer esse tipo de pedido e como aproveitar ao máximo as informações que receber. 

1. Escolha o momento adequado

Quando você sente falta de receber um feedback, pode solicitar essa conversa. O ideal é escolher um momento em que o gestor ou colega esteja bem – nem com pressa, nem irritado, nem preocupado – e pedir uma meia hora para conversar com ele. A conversa não precisa acontecer imediatamente, você pode dizer que quer conversar hoje, amanhã ou na outra semana, quando a pessoa tiver disponibilidade. 

2. Avalie suas intenções

Ao pedir essa conversa, já antecipe quais são suas intenções. Diga, por exemplo, que quer falar sobre como se sente no trabalho e saber a opinião da pessoa. Deixar alguém curioso não é uma boa tática porque pode gerar algum desconforto desnecessário.

Além disso, é interessante pensar em perguntas específicas sobre como você está sendo percebido e como os outros podem te ajudar.

3. Prepare-se para ouvir a verdade

Quando pedimos um feedback, normalmente queremos ouvir, formalmente, elogios e reconhecimentos. No entanto, o objetivo final dessa conversa é apontar caminhos para você melhorar como profissional. Portanto, não entenda o que a pessoa diz como crítica, mas como uma ajuda.

4. Faça anotações

Uma postura interessante para esta conversa é a de fazer anotações do que é dito. Esse gesto demonstra que você dá valor às informações e tem humildade para ouvir críticas e agradecer. 

5. Evite discussões

Discordar, nessa hora, é um erro grave. A pessoa que dá feedback está dando uma dica para você melhorar em algum ponto. Não faz sentido, então, transformar a conversa em uma discussão.

A única exceção é quando o feedback é uma avaliação de desempenho que estará condicionada a qualquer possibilidade de promoção. Em situações assim, você tem o direito de se defender, inclusive por meio do próprio mecanismo de avaliação, que muitas vezes permite isso. 

6. Encare de forma madura

Uma forma madura de crescer e se desenvolver é ouvir e aceitar o feedback, encarando-o de maneira construtiva, como uma sugestão, um direcionamento que você não teria de outra forma. 

7. Crie um plano de ação

Depois da conversa, a recomendação é pegar as anotações e pensar como você pode resolver cada ponto. Se o colega destacou que você costuma falar demais nas reuniões, lembre-se disso na próxima e tente falar menos para observar o resultado. 

Por fim, vale dizer que o feedback é uma ferramenta que cria vínculo, gera resultados, melhora o convívio e proporciona crescimento. Receba, aceite, agradeça, cresça. 🙂

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego. Se você já tem um cadastro, atualize-o aqui.