Home > Carreira > Qualidade de vida > Quem paga as contas do home office na pandemia?

Quem paga as contas do home office na pandemia?

Legislação não é clara sobre o que deve ser pago pelas empresas e pelos profissionais no trabalho remoto
Mulher olhando para a tela do notebook

Se você precisou montar uma estrutura em casa para trabalhar durante a pandemia, deve ter observado que algumas despesas aumentaram.

Provavelmente você está consumindo mais energia, água, comida… Pode ter comprado um apoio para o notebook ou uma cadeira mais confortável, quem sabe.

A grande questão é saber quem paga as contas do home office – você ou seu empregador.

Marcelo Mascaro, sócio do escritório Mascaro Nascimento Advocacia Trabalhista, respondeu essa dúvida em artigo publicado na Exame.com

Contas do home office: Quem arca com as despesas?

Segundo o especialista, quando um profissional passa a trabalhar remotamente, ele deixa de contar com a infraestrutura da empresa.

Isso significa, por exemplo, que ele precisa de mesa, computador e conexão rápida à internet em casa. 

O problema, ele explica, é que a legislação trabalhista não especifica quem é o responsável por esses custos.

“Ela apenas indica que a responsabilidade pela infraestrutura necessária à prestação do serviço remoto e o reembolso de despesas arcadas pelo empregado devem ser previstas em contrato escrito”, ele afirma. 

Contrato e legislação não são claros

O que não fica claro é se o contrato estabelece que a responsabilidade é do empregador ou se pode ser do próprio empregado.

“Em razão disso, os Tribunais de Justiça do Trabalho possuem decisões em diversos sentidos e não há uma homogeneidade de entendimento”, diz ele no artigo. 

Mascaro explica que algumas decisões entendem que os custos que o empregado teria em casa – fazendo ou não home office – são responsabilidade sua.

Ou seja, se ele já tinha internet rápida e equipamentos em casa, a empresa não tem de pagar nada. 

Por outro lado, se os gastos surgiram apenas pela necessidade de trabalhar remotamente, a empresa pode ser responsabilizada pelas contas.

Há ainda a possibilidade de a empresa emprestar ao profissional os equipamentos que ele precisa para trabalhar. Se isso acontecer, ela pode não ter de arcar com os custos. 

De qualquer forma, como a pandemia pegou todo mundo de surpresa, nem empresas nem legislação estavam preparados para lidar com tantas mudanças repentinas.

Se você viu suas despesas aumentarem para fazer home office, a dica é tentar conversar com seu empregador e ver o que pode ser feito. É bem possível que as melhores soluções para todos sejam discutidas caso a caso.

Como a VAGAS lida com as despesas de home office

Desde agosto, a VAGAS disponibilizou para todos os funcionários uma ajuda de custo mensal para cobrir eventuais aumentos de despesas com o home office, como energia , internet, móveis etc.

O benefício deve ser continuado para funcionários que optarem pelo trabalho remoto mais de três vezes por semana depois da pandemia. Tudo isso pois #SeguimosEmFrente!

Gostou do artigo? Veja também os estudos que apontam mais home office após a pandemia.