Home > Carreira > Qualidade de vida > Conflitos no trabalho: dicas importantes para solucionar

Conflitos no trabalho: dicas importantes para solucionar

Veja como lidar com situações e pessoas complicadas sem desperdiçar sua energia
profissionais conversam para tentar resolver conflitos no trabalho

Conflitos no trabalho são comuns. Se você ainda não passou por um, tem bastante sorte.

Especialmente em momentos de crise, em que todos trabalham sob pressão, maior é a chance de haver desentendimentos entre as pessoas.

Quer saber como lidar com isso sem prejudicar sua imagem e sua produtividade? Vamos lá.

O que pode gerar conflitos no trabalho?

Muitos fatores podem gerar conflitos no trabalho.

Um período de crise para a empresa, como dissemos acima, costuma gerar conflitos entre as pessoas, porque faz com todos trabalhem mais sob pressão, com medo de não atingir metas e até de perder o emprego.

Outro fator que costuma gerar muitos conflitos no trabalho é a presença de pessoas “difíceis” na equipe.

O comportamento de pessoas que não se relacionam bem com a equipe – porque são mal humoradas, rudes ou autoritárias, por exemplo – também costuma ser um grande gerador de conflitos. 

Como lidar com situações de conflito no ambiente de trabalho?

A melhor forma de lidar com a situação de conflito no ambiente de trabalho é tentando se manter produtivo e atento ao que você de fato precisa fazer.

Em momentos de crise, por exemplo, o mais recomendado é manter o foco e evitar que o sentimento de insegurança se alastre pela empresa toda.

Em situações que você precisa dizer que não consegue assumir mais um projeto ou não concorda com alguém, por exemplo, a diplomacia pode ser sua melhor aliada.  

Exemplos de conflitos no trabalho e como solucioná-los

Muitos conflitos surgem quando você não sabe dizer não – ao chefe ou aos colegas – e acaba se sentindo sobrecarregado, estressado e incapaz de entregar tudo o que esperam de você.

Outros também aparecem quando você não concorda com o argumento de um colega – e precisa dizer isso sem que ele se sinta ofendido. 

Abaixo você verá alguns exemplos específicos de situações conflituosas e como se adequar a cada uma delas:

Problemas com chefe

Por exemplo: Quando seu chefe pede para você assumir um novo projeto e você tem certeza de que a melhor coisa é recusar, uma boa dose de diplomacia pode evitar maiores conflitos. 

Isso porque quando você realmente não tem tempo para assumir esse novo projeto ou uma nova tarefa, a resposta “não tenho tempo” pode ser mal interpretada.

Em vez dela, você pode pedir que o superior ajude a priorizar sua lista de tarefas ou de projetos.

Nesse caso, apresente sua lista de tarefas, deixe claro o tempo que passa em cada uma e o que você teria de atrasar ou parar para assumir o novo compromisso.

O melhor dessa estratégia é que, além de você mostrar tudo o que tem feito pela empresa, você dá a ele a oportunidade de avaliar o que é mais importante – ou urgente – naquele momento.

Problemas com colegas de equipe

Quando você não concorda com a ideia de um colega, encontre uma forma de dizer isso sem criar um enorme conflito.

Por exemplo, em vez de dizer: “Eu acho que não vai funcionar”, você pode tentar falar “Posso dar outra ideia?”. 

Mesmo que intimamente você esteja pensando “Eu nunca teria essa abordagem com esse cliente, que ideia absurda”, o melhor é não bater de frente com ninguém.

No entanto, quando você pergunta se pode dar uma sugestão e a pessoa concordar em ouvir (o que acontece com mais frequência) você pode convencê-la a partir para outro tipo de ação.

Se ela disser não, porém, você já vai saber que aquilo está decidido. Nesse caso, cabe a você avaliar o quanto a situação é desconfortável.

Apenas se o grau de desconforto for altíssimo, você pode ainda tentar fazer um alerta do tipo “entendo que esse não seja o momento para novas ideias, mas estou preocupado com…”. 

Dicas para evitar conflitos 

Quando os conflitos são provocados pelo tipo de personalidade do seu colega, seu chefe ou uma pessoa de outra equipe, existem algumas formas de se defender sem desperdiçar sua energia e produtividade com essas situações.

Vamos a elas. 

1. Não faça comentários

Outro ponto importante é evitar ficar comentando a indelicadeza de alguém.

Esse tipo de comentário é ruim, tanto quem faz, quanto para quem fica sabendo depois. Quanto mais você lembrar e comentar o ocorrido, mais vai se irritar.

2. Não critique e não julgue

Se as pessoas de personalidade difícil não parecem bem, é possível que elas estejam de fato com algum problema que ninguém está sabendo.

Por isso, o melhor é não julgar. É importante ter empatia no trabalho porque todo mundo pode ter um dia ruim. Ou vários. E isso também acontece com você. 

3. Não se deixe contagiar

Tome cuidado para não se deixar contagiar por pessoas rudes ou simplesmente mal humoradas.

Trabalhar com pessoas assim muitas vezes pode ser um veneno para quem não sabe tirar o foco desse problema. Por isso, o ideal é tratar com educação e deixar para lá.

4. Saiba o momento certo de conversar

Se o mau humor se transformar em grosseria no ambiente de trabalho, o melhor a fazer é perguntar se a conversa pode ser deixada para outro momento.

Com calma, em uma hora mais tranquila, você pode dizer que não gostou da atitude do colega (ou do chefe) e da forma como foi tratado.

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego. Se você já tem um cadastro, atualize-o aqui.