Home > Busca de emprego > Processos seletivos > O que é e como montar um portfólio?

O que é e como montar um portfólio?

Veja como criar uma vitrine para mostrar seus melhores trabalhos a recrutadores e potenciais clientes
Homem olha para tela do computador para montar seu portfólio

A melhor forma de mostrar e valorizar o seu trabalho é criar um tipo de vitrine para ele. E, para fazer isso, nada melhor do que descobrir como montar um portfolio. Quer saber por onde começar? Explicamos tudo neste post. Confira!

O que é um portfólio?

Se você trabalha em áreas de criação, publicidade, jornalismo e tecnologia – uma boa forma de mostrar o que você faz é criando um portfólio. 

De forma geral, o portfólio profissional é uma reunião de amostras dos melhores trabalhos que você já fez. Ele precisa ser criado com muito cuidado para atrair a atenção de quem vai ler e também deve ser compreensível para qualquer pessoa, principalmente para quem não participou desses trabalhos com você. Por isso, é importante que ele seja do tipo “auto explicativo”, seguindo uma lógica e oferecendo pequenas explicações do que se trata cada entrega.

Quando você está buscando emprego ou tentando conquistar um cliente, é o portfólio que mostra o que você é capaz de fazer. Ele mostra, na prática, suas habilidades e sua experiência. 

Quais são os tipos de portfólio?

Existem basicamente dois tipos de portfólio, o impresso e o digital. A escolha entre um tipo e outro depende muito da sua habilidade com o computador e as ferramentas indicadas para criar esse tipo de documento. 

Depende também do tipo de trabalho que você realiza. Se tudo o que você faz é digital, não faz muito sentido criar um portfólio impresso, nao é? Mas a decisão ainda depende do tipo de emprego (ou cliente) que você está tentando conquistar. Não adianta criar um portfólio super moderno e digital se a pessoa que vai receber não é muito fã de computador. E vice-versa – não adianta caprichar no portfolio em papel se você quer trabalhar em uma empresa totalmente digital. 

Portfólio impresso

Se você pretende apresentar seu portfólio presencialmente, para o recrutador ou o cliente que quer conquistar, esta pode ser uma boa opção. A dica é criar o documento com bastante cuidado. Se você tiver condições, procure fazer uma impressão profissional em gráfica, com um papel de alta qualidade. A impressão caseira pode até passar a ideia do que você é capaz, mas dificilmente vai gerar aquela boa impressão que você tanto quer. 

Portfólio online

As vantagens do portfólio digital – ou portfólio online – são muitas. A principal é que ele pode ser criado gratuitamente. Outra vantagem importante é poder ser compartilhado rapidamente com qualquer pessoa, esteja ela onde estiver, e também por meio de hubs que reúnem freelancers de várias áreas. Além disso, o portfólio digital pode ser atualizado com mais facilidade – além de não amassar e nem ficar amarelado. 

Como fazer um portfólio: dicas e exemplos criativos

Se você quer fazer portfólio que realmente mostre toda a sua capacidade considere que você precisa investir um certo tempo e bastante energia na sua criação. Vamos às dicas. 

Defina seu objetivo

Antes de começar a criar seu portfólio é importante saber para que ele vai servir. Estabelecendo seu objetivo fica mais fácil criar o portfólio ideal para cada situação. 

Por exemplo, você está procurando emprego e quer mostrar aos empregadores o que já fez? Se essa for a ideia, é interessante organizar o portfólio com os seus melhores trabalhos em ordem cronológica inversa (do mais recente para o mais antigo), exatamente como você descreve sua experiência profissional no currículo. Qualquer coisa que facilite a vida e o entendimento do recrutador é muito bem-vinda. 

Se você estiver tentando conseguir frilas na sua área de atuação ou quiser usar o portfólio para conquistar clientes, não há necessidade de seguir essa ordem cronológica inversa. Nesse caso, pode ser mais interessante apresentar os trabalhos mais interessantes, começando pelo melhor de todos. 

Apresente trabalhos de destaque

Se você já trabalhou bastante, não há como – e nem razão – para incluir tudo o que já fez no portfólio. Isso só vai cansar e confundir a pessoa que quiser conhecer seu trabalho. 

A ideia do portfólio é ser apenas uma vitrine, como já dissemos. Uma loja seleciona os melhores produtos para expor e chamar os clientes, não é? Então, é exatamente isso que você precisa fazer: selecionar seus melhores trabalhos, aqueles que você mais gostou de fazer e mais se orgulha de ter feito mesmo, para incluir no portfólio.

Conte experiências diferentes (e interessantes)

Se você realizar trabalhos para diferentes segmentos ou públicos, com linguagens diferentes, que demonstrem competências e habilidades também diferentes entre si, tente pegar um exemplo de cada tipo para incluir no portfólio. 

É importante que o documento mostre que suas capacidades e suas experiências são muito variadas, se for o caso. Contar histórias assim demonstra flexibilidade e capacidade de adaptação

Mostre seus resultados

Sempre que possível, inclua no portfólio os resultados que você alcançou com cada trabalho. Por exemplo, se você criou uma linguagem para o perfil de uma marca nas redes sociais e multiplicou o número de seguidores e a quantidade de engajamento, pode criar um pequeno parágrafo bem objetivo apresentando os números. 

Ferramentas para criação

Existem várias ferramentas que podem ajudar a criar o seu portfólio. 

O Behance, por exemplo, é uma plataforma da Adobe bem intuitiva. Existe também o DevianArt, que é uma rede social para artistas iniciantes compartilharem seus trabalhos e fazerem networking. 

Há também a opção de criar um portfólio como novo “Projeto” no WordPress, que muita gente usa para gerenciar conteúdo de blogs, por exemplo. 

Outras opções são Cargo Collective, que oferece alguns templates bem interessantes, e Wix, que está todo em português e é fácil de usar. 

Exemplos de portfólios criativos

Selecionamos alguns portfólios incríveis para você se inspirar e usar como referência. Mas, preste atenção, não é para você se desanimar olhando para eles, ok? Foram criados por pessoas muito experientes (e profissionais) no assunto. 

Hayk é um exemplo incrível de designer que usou todo seu conhecimento para mostrar do que é capaz. Observe como ele não precisa explicar o que faz – está tudo ali, claro. 

The Wade Brothers são dois irmãos que têm clientes como Nike, Garmin e Reebok. Os projetos são divididos em fotos e filmes. Veja se não vale a pena olhar tudo. 

Currículo ou portfólio: qual enviar para a empresa?

Na maioria dos casos, o currículo é primeiro passo para conquistar uma vaga de emprego. Portanto, você sempre deve enviá-lo. O portfólio, por outro lado, normalmente só deve ser enviado quando for requisitado pela empresa.

Claro que existem algumas situações em que essa regra pode não valer. Se você é um profissional de design ou marketing digital, por exemplo, e for enviar o currículo por email, pode ser o caso de enviar junto o portfólio digital. 

Além disso, sempre que você for convidado para uma entrevista, pode apresentar seu portfólio pessoalmente se sentir que há espaço para isso. Em papel, se ele for físico, ou em um tablet, se for digital. 

Quais informações colocar se não tiver experiência profissional

Para saber como criar um portfólio sem ter experiência profissional, você pode seguir as mesmas recomendações que damos para quem precisa criar currículo para primeiro emprego

Selecione trabalhos que você fez na faculdade ou na escola. Vale incluir também projetos pessoais – aquele blog que você criou, aquele folder que fez para uma festa e ficou incrível. Trabalho voluntário também conta muitos pontos, principalmente se você tiver feito esse tipo de trabalho na sua área de atuação. 

Valem também os projetos que você desenvolveu apenas para ganhar prática. Ficaram bons? Manda para o portfólio. Não desenvolveu nada ainda? Por que não começar agora? Só não esqueça de esclarecer que os trabalhos são apenas exercícios – não foram publicados e nem encomendados por clientes. Ok? 🙂

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego. Se você já tem um cadastro, atualize-o aqui.