Home > Carreiras > Zootecnia > Zootecnia: o principal é gostar de animais

Zootecnia: o principal é gostar de animais

Profissionais da área cuidam desde a criação até o controle de produtos

por Marcus Lopes

A força do agronegócio brasileiro impulsiona carreiras ligadas ao setor, como a Zootecnia. Trata-se do profissional apto a trabalhar em todas as áreas de produção animal, desde a criação até o desenvolvimento e controle de produtos como carnes, ovos, leite e seus derivados. Para quem deseja dedicar-se à profissão, o ideal é cursar a faculdade ou um curso técnico.

É comum as pessoas fazerem confusão entre o curso de Medicina Veterinária e Zootecnia. Mas são carreiras e formações distintas. Apesar de algumas matérias serem coincidentes, a Zootecnia é mais voltada para a nutrição e alimentação.

O curso de Zootecnia

O curso dura cinco anos, em média. As disciplinas básicas são Zoologia, Genética, Química e Bioquímica. A partir do segundo ano o aluno passa a ter aulas de nutrição animal, melhoramento genético animal e manejo de rebanhos e de criações. Há também estágios supervisionados e trabalho de conclusão de curso.

“Não existe um perfil específico de aluno de Zootecnia. Espera-se, sobretudo, que ele goste de animais, seja ético, tenha preocupação com o meio ambiente, o bem estar dos animais e com a qualidade do produto obtido”, afirma Paulo Roberto de Lima Meirelles, professor da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp Botucatu.

Áreas de atuação

  • Elaboração, avaliação, gerenciamento e execução de projetos de produção animal;
  • Fornecer orientações técnicas nas diferentes áreas da pecuária, tais  como: manejo e nutrição e alimentação animal, incluindo as espécies selvagens e animais de companhia, melhoramento genético de espécies animais e plantas forrageiras, bem estar animal;
  • Administrar fazendas de criação e estabelecimentos de comercialização de produtos e animais;
  • Gerenciar fábricas de rações e produtos para diferentes espécies animais domésticas e selvagens;
  • Supervisionar e realizar análises químicas , físicas e microbiológicas para controle de qualidade das matérias primas utilizadas na elaboração de alimentos e rações para uso na alimentação animal, assim como sua formulação e composição;
  • Atender as demandas da sociedade quanto à qualidade dos produtos de origem animal, promovendo e garantindo a saúde pública.

O mercado de trabalho

O mercado de trabalho está espalhado por todo o território nacional. O zootecnista poderá trabalhar em fazendas, empresas agropecuárias, agências rurais e órgãos públicos ligados ao setor de agropecuária. Institutos de pesquisa e universidades também oferecem boas oportunidades de trabalho, em especial para quem deseja seguir carreira acadêmica.

“A conquista do primeiro emprego dependerá muito de como o profissional sai da faculdade, empenho em realizar estágios e participar de congressos, seu desempenho ao longo do curso e da capacidade de adaptar-se às diferentes necessidades de um mercado bastante competitivo e desafiador”, ensina o professor Paulo Meirelles.

Confira mais informações sobre o trabalho do zootecnista no Mapa VAGAS de Carreiras.