Home > Carreiras > Veterinária > O antigo sonho da veterinária Marilu

O antigo sonho da veterinária Marilu

Por Fefa Costa
Foto de Rogério Montenegro

Existem desejos tão antigo, que não sabemos o que veio primeiro: o sonho ou o sonhador. Com Marilu Gioso, de 36 anos, não foi de outra maneira. Com avô, tio e primo veterinários, nunca teve dúvidas: sempre foi fascinada por Biologia.
A médica veterinária, doutorada em reprodução animal, revela paixão pelo que faz.

Diferente de outros colegas de profissão, fugiu da rotina de patologias e fez um pacto com a vida:

“Eu gosto de ver nascer. Ver uma boa gestação. Ver sadio.”

A doutora divide seu tempo dando aulas na universidade e em campo, onde ministra cursos em fazendas para capacitação de profissionais em inseminação artificial. Apesar do mercado em expansão, Marilu adverte: para trabalhar com inseminação tem que ter a mente aberta em todas as “entrelinhas” e gosto pelo que faz.

Para entender os novos rumos deste mercado, é preciso considerar o intenso crescimento populacional e a preocupação por alimentos com qualidade e quantidade que atendam a demanda. Além de suprir o consumo interno, o Brasil está entre os maiores exportadores de carne bovina — são mais de 200 milhões de cabeças de gados. Zelar pela saúde e produtividade destes animais é um desafio para veterinários.

“Apostamos no melhoramento genético. Nosso país é um dos mais avançados neste tema, mesmo com mão de obra e especialização que muitas vezes deixar a desejar.”

Atualmente, existe mais de uma centena de faculdades de Medicina Veterinária e, para se obter o certificado do Conselho Regional de Medicina Veterinária, não é preciso exame. Uma situação que deixa a categoria desigual.

“Existem profissionais de diversos níveis e que praticam valores distintos. Tem que haver uma regulação melhor da categoria.”

Com desigualdade de ofertas, o diferencial de um profissional se faz nos detalhes. Marilu aposta na capacidade de comunicação e gestão para os profissionais. E também no compromisso com a Medicina. “Tem que colocar sentimento no seu trabalho.”

Dicas de carreira de Marilu

  • Os estudantes de Medicina Veterinária têm que correr atrás de uma pós-graduação. Especialização é importante para o mercado.
  • Estágio é importante nas mais diversas áreas. Isso completa o perfil de um profissional.
  • Busque entender o processo de gestão de pessoas. O mercado precisa de médicos com essa compreensão.