Home > Carreiras > Técnico em Edificações > O trabalho do técnico em edificações

O trabalho do técnico em edificações

Conheça o serviços executados por este profissional

por Guss de Lucca

Construir um prédio é uma tarefa hercúlea, pois além de envolver uma gama enorme de trabalhadores, também carece de conhecimentos específicos de métodos, materiais, legislações e normas de qualidade, segurança e ambientais – um conjunto de habilidades encontradas no profissional conhecido como técnico em edificações.

“O técnico em edificações basicamente auxilia os gerentes e engenheiros das obras, realizam levantamentos, acompanham e conferem os serviços executados”, explica o técnico Mauri Ferreira de Sousa, de 27 anos, técnico da Brookfield Incorporações em São Paulo, capital.

De acordo com ele, os pontos cruciais que o fizeram ingressar na área, ente outros, foi a grande procura pela mão de obra qualificada no setor, junto à admiração desenvolvida pelo seguimento de engenharia civil. “Quando ingressei na instituição de ensino técnico já sabia o curso e a função que gostaria de seguir”, revela o profissional.

O dia a dia
Questionado sobre os conhecimentos que um técnico em edificações precisa ter, Sousa afirma que para todo e qualquer serviço é preciso atentar para o método executivo adotado, bem como conhecer os materiais que serão utilizados para cada tipo de solução construtiva, obedecendo à legislação vigente em seu município.

“As normas de qualidade e segurança são de grande importância, visto que dentro do contexto nos mostram as tolerâncias mínimas de qualidade dos materiais aplicados, serviços executados para cada tipo de solução construtiva, respeitando o trabalhador e zelando por sua segurança”, relata ele.

Entre os serviços executados em seu dia a dia Sousa destaca atuação direta nas contratações de empreiteiros prestadores de serviços para execução de um empreendimento, elaboração de planilhas de concorrência e contratos, acompanhamento e análise de custos, conferência de serviços executados e do cronograma de andamento físico da obra.

O mercado
Apesar de menos aquecido, para ele existe perspectiva de crescimento da área para os anos seguintes. “Não encontrei problemas com receptividade quando ingressei no mercado e nas empresas onde atuei e na que estou atuando. Por isso é importante ingressar em um bom curso técnico, ser um profissional dedicado e esforçado, respeitar seu ambiente de trabalho e todos os colegas profissionais, independente de cargo ou função”, ressalta Sousa.

“Seja sempre proativo e esteja aberto a novas soluções e diretrizes. Sempre pronto a auxiliar com presteza e respeito, repassar e aceitar novos conhecimentos e informações”.

Confira mais informações sobre o técnico em edificações no Mapa VAGAS de Carreiras.