Home > Carreiras > Química > Mercado amplo para a área de Química

Mercado amplo para a área de Química

Indústrias buscam estagiários matriculados já no primeiro ano do curso

por Marcus Lopes

Desde cedo, a pessoa que leva jeito para a área de Química já demonstra alguma habilidade para a ciência que estuda a composição, as propriedades e a transformação das substâncias naturais e sintéticas. A pessoa que ingressa na faculdade desponta para uma carreira com boas oportunidades no mercado de trabalho.

O aluno pode optar pela licenciatura ou pelo bacharelado. No primeiro caso, o curso vai preparar professores para atuar no ensino fundamental e médio. Já o bacharelado é mais direcionado para formar profissionais para atuação na indústria. Independente da modalidade, ao concluir uma pós-graduação o profissional estará apto para atuar no ensino superior, tanto na pesquisa como no magistério.

O mercado de trabalho

“O mercado de trabalho é amplo e há falta de profissionais na área, tanto de professores como bacharéis para atuação em indústrias e centros de pesquisas”, explica Márcia Guekezian do Mackenzie. “Essa carência é nítida, pois as indústrias vêm buscar estagiários matriculados já no primeiro ano do curso e praticamente todos os alunos, quando se formam, estão empregados”, completa.

Márcia lembra que o mercado não se resume à sala de aula. “Na prestação de serviços, os químicos são responsáveis pela elaboração de laudos relativos ao controle de qualidade, problemas ambientais, higiene sanitária, decisões forenses e análises clínicas”. Eles também podem fazer pesquisas acadêmicas aplicadas nos setores de desenvolvimento das indústrias ou em centros de pesquisas da Química.

O curso de Química

A grade curricular, que inclui aulas teóricas e de laboratório, abrange as grandes áreas da Química, como Orgânica, Inorgânica, Analítica e Físico-química.  Nos últimos semestres, o aluno frequenta disciplinas como Cinética, Bioquímica e Análise do Solo. Diversas faculdades oferecem habilitações específicas de acordo com o interesse do aluno, como Química Ambiental e Industrial. Algumas áreas específicas também absorvem grande números de formados, como a Química Forense.

Dica para a carreira

Segundo Márcia, a dica aos jovens que pretendem ser bem sucedidos ao longo da carreira é se especializar, ser um profissional com ética e manter-se atualizado nos diversos ramos da área da Química. “O mercado da indústria exige desse profissional o conhecimento e o desenvolvimento de novos processos de produção, de acordo com o desenvolvimento industrial. No ensino médio, os professores devem ser comprometidos com o avanço da Química, bem como as novas metodologias de ensino”, completa.

Confira mais informações sobre a profissão de químico no Mapa VAGAS de Carreiras.