Home > Carreiras > Marketing > Analista de Marketing lida com o coração da empresa

Analista de Marketing lida com o coração da empresa

Espera-se do profissional da área que ele esteja pronto para executar

por Rejane Tamoto
Oferecimento: FGV

O marketing é o coração da empresa, por ser a área responsável pelas vendas de produtos e serviços, gerar faturamento e, consequentemente, lucro. “E o lucro é o oxigênio que mantém a empresa viva. O profissional de marketing deve saber utilizar na prática os conceitos e as ferramentas para entregar ao mercado produtos e serviços que sejam rentáveis à empresa, o que justifica a realização de um curso de aplicabilidade imediata”, acredita Ricardo Teixeira, coordenador do curso Analista de Marketing da FGV Management, programa de educação executiva da Fundação Getulio Vargas.

Para ele, é isso que as companhias esperam atualmente do analista de marketing, um preparo não só para a teoria de uma área tão abrangente, mas também muita prática. “O profissional de hoje deve estar preparado do ponto de vista da execução, esteja ele cursando qualquer graduação, seja recém-formado ou tenha a intenção de reposicionar a carreira para a área de marketing. Esse é o perfil dos que buscam o curso”, explica.

O programa de 120 horas, acrescenta Teixeira, tem a função de acelerar a carreira dos alunos, por oferecer o contato com a teoria na prática, com foco nas necessidades imediatas do dia a dia. Ele diz que as disciplinas ilustram bem essa afirmação, como a de promoção de ponto de venda, por meio da qual os alunos vão a estabelecimentos comerciais encontrar erros e fazer propostas de melhoria que levem ao aumento das vendas, com base na teoria.

Ponto de vista psicológico
“Após ter aprendido finanças para marketing, o aluno também aprende a determinar preços de produtos do ponto de vista psicológico, para chegar ao melhor valor a ser praticado para atingir não só o volume de vendas pretendido, mas também a lucratividade que empresa deseja”, observa.

A proposta do curso também abrange as tendências e, por isso, há duas disciplinas de marketing digital, nas quais o estudante aprende a estabelecer uma boa comunicação e um relacionamento com o cliente por meio das mídias sociais e outras ferramentas de internet. Depois, em uma segunda etapa, aprende a acompanhar os resultados das estratégias desenvolvidas.

“No entanto, a disciplina que eles adoram é o planejamento de vendas, que aborda como fazer o dimensionamento, as visitas e fixar os objetivos das equipes de vendas, além de incentivá-las. São disciplinas práticas que, depois, são amarradas com o plano simplificado de marketing”, completa.

O analista de marketing, na visão de Teixeira, também deve desenvolver o próprio lado vendedor e, por essa razão, também assimila técnicas de comunicação para se expressar melhor. “Ele precisa se comunicar bem para ter sucesso nas ações, entender de produto, preço, logística de distribuição, promoções e, com tudo isso, desenvolver um plano de marketing. No fim do curso, todos esses conhecimentos são aplicados em jogos de negócios de marketing e de vendas entre os alunos”, conclui.