Home > Carreiras > Logística > Respostas certeiras renderam emprego em Curitiba

Respostas certeiras renderam emprego em Curitiba

Responder o que o gestor do setor queria ouvir fez toda a diferença

por Guss de Lucca
foto por Fernando Benega

Não é de hoje que Fábio da Silva Goulart conhece o VAGAS.com. Em 2008, através do site, ele conseguiu emprego – onde ficou por cerca de dois anos. Porém, depois de um período as coisas mudaram e no início desse ano o estudante de gestão comercial encontrava-se sem registro dentro do almoxarifado de uma autopeças.

“Fiquei por uns seis meses trabalhando sem carteira assinada, fazendo algumas correrias e sempre em busca de algo melhor”, explica ele, deixando claro que manteve seu currículo atualizado dentro do VAGAS.com. “Sempre entrava e dava uma mexida, mesmo que não tivesse nada muito importante para acrescentar.”

“Entrevista sem compromisso”
Tudo mudou quando Goulart, residente de Foz do Iguaçu, recebeu o telefonema do RH de uma multinacional, perguntando se ele poderia ir até Curitiba para uma entrevista sem compromisso. “O bacana foi que a data da entrevista bateu com uma viagem que eu faria. Mesmo assim, por causa da distância, não acreditava que daria certo”, admite.

A surpresa veio pouco depois de deixar a empresa, ainda na capital paranaense. “Eu saí de lá e logo já me chamaram. Imaginei que iria esperar uma semana. Mas sei que minha contratação aconteceu porque mostrei disponibilidade em mudar de cidade e respondi o que o gestor do setor queria ouvir”, afirma.

Entre as perguntas com respostas certeiras Goulart destaca uma questão referente aquilo que o motivava a levantar de manhã para ir ao trabalho. “Respondi que era o conhecimento. O fato de descobrir coisas novas, afinal você não sabe tudo. Cada dia é um dia diferente, com bons ou maus momentos, mas que contribuem para o seu crescimento.”

Assistente comercial
Após seis meses de trabalho como assistente comercial no setor de logística – um dia a dia focado em dilemas do setor de transporte, como despachos internos, carregamento de produtos e importações e exportações -, ele foi transferido de Curitiba para a filial da empresa de sua cidade, Foz do Iguaçu.

A dica que ele dá para quem está em busca de trabalho é se qualificar e saber diversificar o conhecimento. “Hoje você vê o currículo de muita gente e encontra os mesmos cursos. Se tiver algo que faz a mais, em outras áreas, isso pode te destacar. As oportunidades aparecem. Você precisa estar preparado.”

“Mantenho ainda o currículo no VAGAS.com e recebo muitos avisos. Se algo interessa, eu me candidato. Não tenho medo de desafios. Se aparecerem oportunidades de trabalhar em São Paulo ou no Rio de Janeiro, basta pagar bem que eu vou”, diz.

*Veja mais histórias de gente que conseguiu emprego com ajuda da VAGAS