Home > Carreiras > Jornalismo > Jornalista vai atrás do sonho – em um navio

Jornalista vai atrás do sonho – em um navio

Profissional arruma emprego em cruzeiro após ler um post no VAGAS Profissões

por Marcus Lopes

O jornalista Guilherme Rosing Gehres, de 27 anos, sempre teve vontade de trabalhar no mar. Mas foi uma reportagem publicada no VAGAS Profissões que lhe deu o empurrãozinho que faltava e tornou possível transformar o sonho em realidade. Após um rigoroso processo de seleção, Gehres foi selecionado para trabalhar em cruzeiros marítimos no transatlântico italiano Costa Favolosa e já está em alto mar como membro da tripulação e atuando no atendimento aos passageiros.

Tudo começou quando Gehres leu uma reportagem sobre a experiência de Renan Batistela, consultor da VAGAS.com, publicada em outubro de 2013. No texto, Batistela contou sua experiência a bordo de navios da Royal Caribbean, onde arrumou um emprego temporário e teve uma experiência única de viajar pelo mundo trabalhando no navio.

“Sempre gostei de mar e praias”, diz Gehres. Disposto a trilhar o mesmo caminho de Batistela, o jornalista entrou em contato com o consultor através do Facebook para pegar dicas sobre o processo de seleção das grandes companhias de navegação. “Expliquei para ele como funcionava e ficamos amigos no Face. Agora vi que ele foi selecionado e, ao dar os parabéns, ele me disse que tinha se inspirado na minha história”, conta o colaborador da VAGAS.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Gaúcho de Santa Maria, Gehres seguiu as recomendações e na época cadastrou seu currículo nas empresas de seleção de tripulantes. Em setembro de 2014 ele foi selecionado e começou uma bateria de entrevistas via Skype com a empresa de seleção no Brasil e a companhia italiana dona do navio. Aprovado em dezembro, embarcou no Costa Favolosa no começo deste mês, em um primeiro cruzeiro pela costa brasileira.

Contrato de trabalho
O contrato de trabalho é de oito meses e sua função será auxiliar no atendimento aos passageiros. Para estar apto para a função, ele fez dois cursos de treinamento exigidos pela Marinha, um deles sobre técnicas de segurança no navio, e estudou muito.

Feliz com a novidade, o jornalista, que até o momento estava desempregado no Rio Grande do Sul, espera ganhar muitas experiências durante o período em que estiver cruzando os mares. “É uma boa oportunidade para conhecer outros lugares, pessoas e culturas, além de aprimorar meu inglês”, diz Gehres, que também espera “juntar algum dinheiro”. Durante a vigência do contrato, ele deve passar pouco tempo em terra, mas conta com o apoio da namorada para a empreitada. “Ela ficou muito feliz por mim.”

Outro que ficou satisfeito com a conquista do gaúcho foi Batistela, que inspirou toda essa trajetória de sucesso. “Fiquei muito feliz pelo Guilherme, achei bacana e espero que dê tudo certo para ele”, torce ele.