Home > Carreiras > Geologia > Uma profissão para quem gosta de viajar: geólogo!

Uma profissão para quem gosta de viajar: geólogo!

Por Hélio Shimada

A Geologia é o estudo da Terra e o Geólogo atua como um “detetive” do passado remoto, que trabalha além dos limites do espaço e do tempo atuais utilizando conhecimentos de outros ramos científicos – como Química, Física, Matemática e Biologia – para reconstituir acontecimentos do passado de milhões ou até mesmo bilhões de anos a partir de evidências hoje registradas nas rochas.

É uma profissão exigente, que demanda boa forma física e muita disposição para viagens frequentes a lugares quase sempre inóspitos, onde é necessário fazer longas caminhadas com mochila às costas, portando, no mínimo, martelo e bússola nas mãos, além de mapas e receptor GPS. A Geologia, Ciência muito dinâmica, exige também a constante atualização do profissional por meio de estudos.

A moderna Geologia nasceu com os escritos de James Hutton no século 18, embora estudiosos anteriores como o grego Teofrasto (327 – 287), o chinês Shen Kua (1301 – 1095), o alemão Georg Agricola (1494 – 1555) e o dinamarquês Nicolas Steno (1638 – 1686) tenham tentado descrever e interpretar os fenômenos geológicos.

Hoje, a Geologia divide-se em várias especialidades, tais como Mineralogia (estudo dos minerais), Petrologia (estudo das rochas), Paleontologia (estudo dos fósseis), Geologia Econômica (estudo dos recursos minerais), Sismologia (estudos dos terremotos), Vulcanologia( estudo dos vulcões), Geologia ambiental (aplicada ao estudo e proteção do meio ambiente) e Geologia forense (estudo geológico de evidências criminais), entre muitas outras.

Observando uma montanha, o Geólogo visualiza mentalmente o mar do qual ela se ergueu e, vendo o mar, sabe que em seu fundo estão se depositando os sedimentos que formarão montanhas no futuro. Ao encontrar fósseis de seres marinhos nas alturas do Andes ou do Himalaia, ele é capaz de entender a razão dessas ocorrências. Sabe também onde e porque ocorrem terremotos e tsunamis, embora ainda não saiba como prevê-los.

Atualmente, a Geologia tornou-se mais conhecida com Ciência devido à maior divulgação de informações sobre petróleo, terremotos, vulcões e problemas ambientais; porém, ainda carece de maior reconhecimento pela sociedade, devido à importância dos estudos geológicos. O uso mais intensivo dos conhecimentos geológicos é fundamental para a prevenção de desastres ambientais, no planejamento do uso do solo e na gestão e proteção de recursos hídricos subterrâneos.

As dificuldades da profissão não são poucas: trabalho em regiões remotas, risco de acidentes de trabalho e de moléstias tropicais, e instabilidade devido às flutuações da economia mundial. Entre os pontos fortes estão a capacidade de entendimento dos fenômenos naturais, a ausência de rotina e a oportunidade de viajar muito pelo país e pelo mundo, ampliando o conhecimento, descobrindo novos lugares e fazendo amizades.

***

Hélio ShimadaHélio Shimada se formou Geólogo em 1975 no Instituto de Geociências e, no ano seguinte, começou a trabalhar em prospecção e pesquisa de ouro na bacia do alto rio Tapajós, no Pará, e no alto rio Guaporé, no Mato Grosso. Seguiu trabalhando em exploração mineral até o início de 1992, quando ingressou por concurso como Pesquisador Científico no Instituto Geológico, da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, onde trabalha até hoje, exercendo o cargo de Diretor do Núcleo de Recursos Minerais. Ocupa-se de pesquisa científica relacionada às implicações ambientais da mineração. Concluiu seu doutorado na USP em 1999.