Home > Carreiras > Estética > Estética: o cuidado com a beleza das pessoas

Estética: o cuidado com a beleza das pessoas

Brasil ocupa posição de destaque neste mercado

por Marcus Lopes

O Brasil é um dos países que ocupam posição de destaque quando o assunto é estética. O país é um dos campeões mundiais em número de cirurgias plásticas e a procura por tratamentos de beleza é intensa, tanto por homens quanto por mulheres. Basta dar uma olhada na agenda dos salões para verificar a procura por tratamentos dos mais variados tipos.

Diante da demanda que não para de crescer, aumenta a procura por cursos relacionados à área, em especial estética e beleza. O objetivo é melhorar a atuação profissional e se destacar em um mercado promissor.

O curso

Por todo o Brasil cresce a oferta de cursos superiores de Tecnologia em Estética e Cosmética. Com duração média de três anos, o curso mescla disciplinas teóricas e práticas, como anatomia, fisiologia, cosmetologia, técnicas de massagem e recursos eletrotérmicos.

“São disciplinas que capacitam o acadêmico a realizar atendimento estético na face, corpo e cabelo”, explica a professora Naila Soares, coordenadora do curso de Tecnologia em Estética e Cosmética da Uniderp. Segundo ela, o curso é muito procurado por pessoas que já fazem parte do dia a dia do mercado.

“O aluno normalmente já realiza algum procedimento na área, tais como: manicure, depilação, maquiagem e limpeza de pele. Ele procura aprofundar seus conhecimentos e ter uma graduação ou, então, visam uma formação acadêmica específica e rápida”, completa a professora.

As áreas

  • Aplicar técnicas de limpeza de pele e da maquiagem no tratamento facial, utilizando técnicas e materiais adequados para os procedimentos;
  • Verificar a eficácia dos equipamentos e materiais utilizados visando a precisão e a qualidade;
  • Pesquisar, indicar e utilizar a tecnologia de cosméticos oferecida no mercado, assim como produtos e equipamentos estéticos;
  • Identificar e encaminhar a profissionais específicos problemas cutâneos e dermatológicos;
  • Trabalhar na indústria cosmética, spas, estâncias hidrominerais, hospitais e consultorias especializadas.

“O profissional da área de estética poderá se especializar em uma das suas grandes áreas: facial, corporal, capilar, depilação ou maquiagem”, diz Naila. Segundo ela, o mercado de trabalho está em ascensão.

O mercado

“Este mercado continua em constante crescimento e, cada vez mais, surgem clínicas especializadas e novos tratamentos para as diversas áreas da estética. Por enquanto, não há sinais de saturação”, diz Naila Soaes, que dá dicas para quem pretende seguir a carreira:

“É necessário estar em constante atualização. Após terminar o curso de Tecnologia em Estética e Cosmética é aconselhável fazer pós-graduação, cursos de aprimoramento, simpósios, congressos e workshops ao longo da vida profissional”, diz.