Home > Carreiras > Comunicação > Sorria, você está em Rádio e TV!

Sorria, você está em Rádio e TV!

A expansão dos canais pagos ampliou, e muito, as opções do mercado de trabalho

por Marcus Lopes

Até alguns anos atrás, o aluno que se formava no curso de Rádio e TV tinha como destino certo as grandes emissoras de rádio e televisão abertas, o que tornava o mercado muito restrito. A expansão dos canais pagos, a chegada da internet e recentes mudanças na legislação brasileira ampliaram, e muito, as opções de trabalho para o profissional da área.

“A lei de obrigatoriedade de 30% de conteúdo nacional nas grades de programação das emissoras a cabo criou uma demanda estupenda. Hoje estamos realizando muito no mercado de TV”, afirma o professor Vagner Matrone, coordenador do curso de Rádio e TV da Fundação Armando Álvares Penteado (Faap).

Matrone também destaca o papel da internet no mercado: “A internet mudou e democratizou o mercado de vídeo. Atualmente muita gente produz e sobe o seu conteúdo na web. O próprio conteúdo das redes de TV é disponibilizado na web para ser consumido no horário e local que o usuário quiser”, completa o professor.

Área de comunicação
O curso dura em média quatro anos e integra o grupo ligado à área de comunicação social. Em algumas faculdades também é chamado de radialismo. Assim como ocorre na faculdade de jornalismo, a carga horária em Radio e TV é dividida em disciplinas teóricas e práticas. Nos primeiros semestres há uma carga grande de matérias como sociologia, filosofia, teoria da comunicação, semiótica e história.

A partir do terceiro semestre a grade de matérias práticas é ampliada, com disciplinas como roteiro, produção, criação de imagem e som e direção de programas.

Formado, o aluno pode trabalhar em todas as etapas da programação, desde o roteiro e distribuição de horários durante a grade até a direção de programas. Ele também está apto para exercer cargos administrativos em empresas do setor e pode seguir a carreira acadêmica. Outra opção é atuar na produção de comerciais e produtos elaborados por agências de publicidade.

Imagem e som
Na área de produção, o profissional deve estar preparado para providenciar toda a estrutura necessária para elaboração de um programa na TV, rádio ou internet. Ele também deve saber operar equipamentos de gravação de imagem e som, iluminação e edição. Caso prefira escrever, pode desenvolver roteiros de filmes, novelas e minisséries para as mais diversas plataformas (rádio, televisão e internet).

“Hoje em dia, o profissional de Radio e TV deve ser atualizado, conectado e empreendedor. A tecnologia que avançava a cada década hoje avança semanalmente”, afirma o professor Matrone.  “O profissional global precisa dominar, no mínimo, duas línguas além do português e procurar sempre fazer cursos de atualização, tanto nas áreas técnicas como artísticas”, completa o coordenador da Faap.

Ele também dá uma dica importante para quem pretende se dar bem na carreira: “o bom profissional não deve ter medo de errar. Ele deve tentar sempre e gostar do que faz.”

*Não deixe de conferir todos os posts do Guia VAGAS de Profissões e escolha qual profissão seguir!