Home > Carreiras > Ciências Sociais > A relevância do trabalho do cientista social

A relevância do trabalho do cientista social

Mercado de trabalho está em franca expansão nos setores público e privado

por Marcus Lopes

Em um país com enormes contrastes sociais e uma sociedade bastante diversificada, o trabalho do cientista social é muito importante. É ele o principal responsável por estudar as relações sociais e as formas de organização e estrutura social. Por isso, trata-se de uma das carreiras com maior carga de leitura e acompanhamento constante das questões sociais e políticas de uma nação.

O campo de trabalho para os formados é amplo. Grande parte dos bacharelados atua no magistério, mas cada vez mais surgem oportunidades em empresas, em especial institutos de pesquisas, organizações não governamentais (ONGs) e instituições públicas.

“O mercado está em franca expansão nos setores público e privado. As melhores oportunidades estão na administração pública, na pesquisa e no ensino nas universidades. Há boas oportunidades no magistério ou em qualquer outra empresa privada que necessite de análises específicas sobre qualquer conjuntura da realidade antropológica, política e social”, afirma o professor do curso de Ciências Sociais da Universidade Estadual Paulista (Unesp), Carlos Henrique Gileno.

O curso dura, em média, quatro anos. São três eixos principais: sociologia, antropologia e ciência política. As disciplinas básicas são: história, geografia, economia, estatística, filosofia e metodologia científica. Algumas universidades oferecem matérias práticas em pesquisa de campo, análise e interpretação de dados.

Carreira de professor
Para quem deseja seguir a carreira de professor, são necessárias outras disciplinas, como didática e psicologia da educação. Mas vale a pena. O campo de trabalho é amplo em todas as regiões do País. Grande parte passa a lecionar em escolas de primeiro e segundo graus (principalmente nas disciplinas de História e Geografia) ou em estabelecimentos de ensino superior.

Já quem quiser trilhar a carreira de pesquisador, as melhores oportunidades se concentram nos grandes centros urbanos, onde estão os principais polos de pesquisa. Mas em regiões distantes como a Amazônia, com grande diversidade étnica, o trabalho do cientista social tem sido cada vez mais requisitado, em especial por instituições públicas e órgãos governamentais.

“De uma maneira geral, o perfil do aluno de Ciências Sociais valoriza a leitura crítica dos textos que estão à sua disposição, com o objetivo de garantir a interpretação da realidade dos fatos e das relações sociais através da aplicação de teorias, métodos e técnicas provenientes das áreas tronco (sociologia, ciência política e antropologia) e das áreas complementares”, explica Gileno.

O professor da Unesp dá dicas para quem pretende seguir a carreira: “O cientista social deve sempre estar atento à realidade política e social circundante. Ele também deve estabelecer o compromisso com a produção de informações com base científica a respeito da realidade social. A divulgação daquela produção deve ser necessariamente precisa e correta, pois ela é um direito que deve ser defendido contra qualquer tipo de interesse alheio à ciência”, completa.

*Não deixe de conferir todos os posts do nosso Guia VAGAS de Profissões.