Home > Carreiras > Análise e Desenvolvimento de Sistemas > Mercado aquecido para o analista de sistemas

Mercado aquecido para o analista de sistemas

Faculdades oferecem cada vez mais cursos que atendam às expectativas

por Marcus Lopes

Em um mundo onde os meios de produção e as relações sociais estão cada vez mais ligadas à tecnologia, profissionais na área de TI são muito requisitados e encontram amplo de mercado de trabalho, em todas as regiões do País. Seja na indústria, nas empresas ou até mesmo de maneira autônoma (quem nunca precisou de um bom técnico para consertar seu computador?), o analista de sistemas raramente fica parado.

Diante da demanda, cada vez mais faculdades oferecem cursos que atendam à evolução do mercado e os anseios dos alunos que abraçam a carreira.

“As pessoas estão cada vez mais conectadas através de seus smartphones, tablets, TVs inteligentes e computadores, o que as torna cada vez mais dependentes da tecnologia. Por isso, é crescente a necessidade de mão de obra especializada para atender a demanda. Os profissionais da área de TI estão em alta no mercado de trabalho, que tende a crescer nos próximos anos em suas diversas áreas”, afirma o coordenador do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas da Universidade Anhanguera, André Vinicius Garcia.

Curso técnico
O aluno pode optar por um curso técnico ou superior de análise de sistemas. Nos dois casos, ele vai estudar todas as disciplinas teóricas e práticas ligadas à área, o que torna indispensável o gosto pelos números e a vontade de aprimorar e desenvolver novos sistemas. São elas: construção de algoritmos, desenvolvimento de software seguro, fundamentos de redes de computadores, engenharia de software, estatística, sistemas operacionais e teoria geral dos sistemas, entre outras. Apesar de ser um curso de exatas, o aluno também estuda matérias de formação humanística, como direito, responsabilidade social e meio ambiente.

Formado, o profissional em análise de sistemas pode atuar em várias áreas, como:

  • Prestação de serviços: atua como autônomo em consultorias ou em empresas prestadoras de serviços de TI. Pode também trabalhar no atendimento a particulares.
  • Analista de suporte: atua na manutenção da estrutura física de computadores, estrutura de rede de área local e sistemas operacionais.
  • Análise de sistemas: atua no processo completo de desenvolvimento de sistemas de informação.
  • Desenvolvimento de sistemas para a web: atua no desenvolvimento de sistemas computacionais para a web, utilizando linguagens de programação adequadas.

Por tratar-se de um mercado dinâmico e onde as mudanças ocorrem a todo momento, tanto o aluno como o profissional devem estudar sempre e estar em constante processo de atualização da carreira.  Veja as dicas do professor André Garcia para se dar bem na carreira: “Comece o quanto antes a se qualificar na área de sistemas, pois o mercado nessa área está aquecido e os profissionais, muito valorizados. O importante é adquirir conhecimento e se capacitar de forma prática para aplicar esse conhecimento no dia-a-dia das empresas de TI, propondo sempre novas ideias e inovações para atender a esse mercado que está em constante mudança e evolução.”

*Confira todas as dicas de carreira do VAGAS Profissões e escolha qual profissão seguir.