Home > Acontece > Acontece no Mercado > Viagem boa é viagem bem planejada

Viagem boa é viagem bem planejada

Por Lucia Helena Corrêa

Viajar é a melhor forma de conhecer novas culturas, aproveitar o tempo com amigos ou família, e, claro, descansar, se divertir e dar aquele chega pra lá no estresse de todo dia. Certo? Bem… está certo desde que você planeje tudo com antecedência para acertar o roteiro, garantir a qualidade dos serviços e – mais importante – tomar cuidado para não gastar mais do que deve e voltar afundado em dívidas.

Viagem

Destino – Para começar uma viagem com o pé direito é importante pensar em todos os detalhes – antes de fechar a mala. Diversos sites podem ajudar a fazer esse planejamento da forma mais adequada. O Como Planejar Sua Viagem é um deles. Há desde sugestões de destinos, divididos por temas, regiões ou cidades, até um passo a passo para montar seu roteiro tanto para viagem de carro quanto de avião, com alternativas para viagem com crianças (ufa!).

Para quem gosta de mais detalhes e informações (e domina a língua inglesa), o site do Lonely Planet (conhecido pelos sensacionais guias de viagem, lembra?) é imperdível. Ele traz muita informação sobre os destinos e – o que é ainda melhor – muitos dados sobre custos de acomodações de diversos tipos e a média de gastos por dia nos destinos mais procurados.

Simplicidade ou glamour – Uma dica, se você estiver buscando alguma coisa diferente, é pesquisar sobre turismo rural, modalidade que não para de ganhar adeptos. “Pense naquela fazenda onde você pode montar a cavalo, experimentar a cachacinha de alambique e mostrar às crianças que o leite não vem da caixinha… Elas adorariam ordenhar uma vaca!”, sugere Andréa Roque, diretora da Brasil Rural Operadora, de São Paulo, referência em roteiros de turismo rural.

Não curtiu? Então, talvez seja o caso de considerar uma opção mais glamorosa, como um cruzeiro marítimo. “As atividades a bordo vão dos shows de artistas famosos aos tratamentos em spas e sessões de terapia alternativa”, sugere Cláudia Del Vale, gerente de marketing e vendas da Costa Cruzeiros para o Brasil. Os preços partem de U$ 300 por pessoa mais taxas ou com segundo passageiro grátis. “Esse tipo de viagem é ideal para famílias inteiras”, recomenda a executiva.

Passagens, combustível, pedágio… – Bem, selecionados alguns destinos, é hora de começar a pensar no quanto você vai gastar com a brincadeira. Começando pelo transporte, para comprar passagens aéreas, especialmente, a regra é simples: quanto antes, melhor. Ou seja, se você planejar sua viagem com bastante antecedência, vai ter mais chances de pagar menos para viajar. Para cotar preços online, você pode utilizar o Skyscanner, que rastreia as passagens mais baratas de diversos sites de vendas e ainda mostra quais são os dias mais baratos para viajar. Outra boa opção é a agência de viagem Decolar.

Para quem vai viajar de ônibus, a regra da antecedência raramente é válida – embora, se a data da viagem coincidir com feriados ou datas festivas, é melhor reservar antecipadamente para não correr riscos. Para checar preços e horários das passagens, alguns serviços são o Rodoviária Online, o Busca Ônibus, o Ônibus Passagens e o Preço de Passagens. Vale a pena comparar os resultados até chegar ao mais confiável.

Já se a viagem for de carro, o Mapeia pode estimar quanto você vai gastar com combustível e pedágio.

Hospedagem

Hospedagem – Cotar hospedagem também não é um bicho de sete cabeças e pode ser bem divertido. O Booking, por exemplo, é muito útil tanto para conhecer preços quanto para fazer reservas e saber a opinião de outros viajantes sobre os hotéis ou pousadas. São nada menos do que 410.073 acomodações de todo o tipo no mundo inteiro e 24.100.000 avaliações feitas por hóspedes reais. Ah, sim, o site está em Português!

Há também o Hostelworld, em Inglês, para quem gosta de economia, com 35 mil opções de hospedagem em pousadas, albergues, bed and breakfast e hotéis de 180 países. Ele traz fotos, descrições e – melhor – resenhas feitas pelos hóspedes e ferramentas que permitem ordenar a busca de acordo com preços, disponibilidade nas datas buscadas e classificações dos usuários. Uau! Por fim, na hora de escolher a hospedagem, vale a pena conferir o TripAdvisor, em Português, que compara os preços oferecidos para uma mesma reserva feita por diferentes sites e também exibe muitas fotos e opiniões de usuários dos estabelecimentos.

Pensando em economizar – Quando for escolher onde ficar, pode considerar alguns itens que trazem economia. Hospedagem com minicozinha, por exemplo, é um deles. Você pode fazer algumas das refeições lá mesmo, economizando uma grana e preparando pratos rápidos e saudáveis para todos. Vale a pena se certificar do que é oferecido no local – fogão ou microondas, geladeira ou frigobar etc. – e levar o que for usar para os primeiros dias (se a viagem for de carro, claro). Se faltar alguma coisa, você pode recorrer ao supermercado local.

Calculando as despesas – Pois bem, com todas essas informações em mãos, é hora de calcular os gastos com todas essas maravilhas. Para organizar isso, você pode utilizar esta Calculadora da Caixa! Nela, você estipula os valores de transporte, alimentação, hospedagem etc e diz quanto tem para a viagem hoje e quanto pode economizar por mês. Mas preste atenção: se os destinos dos sonhos estiverem muito longe da sua realidade, esqueça todos eles e recomece a pesquisa. Acredite: nada mais estressante do que voltar das férias sem saber de onde tirar grana para cobrir o cheque especial e pagar o cartão de crédito.

Sem dor de cabeça – Se você não está tão preocupado em economizar e quer mais é relaxar sem tantas preocupações, pode delegar tudo isso a uma consultoria de viagem, que seja de confiança, claro. Ela obviamente cobra de serviço, mas pode garantir uma dose extra de descanso para você. “O consultor de viagem está preparado para orientá-lo na obtenção de passaporte e visto, troca de moeda e aquisição de uma apólice de seguro, aliás, exigência na maioria dos destinos internacionais, que pensam, em especial, nas emergências médico-hospitalares”, adverte Eduardo Nascimento, dono da Nascimento Turismo e presidente do Sindicato das Empresas de Turismo no Estado de São Paulo (Sindetur-SP). Muitas operadoras, aliás, oferecem aos clientes seguros-saúde de viagem gratuitamente.

VIagem

Uma alternativa ao seguro convencional é o cartão de assistência. Sujeito a processos menos burocratizados, ele oferece a vantagem da maior rapidez no socorro ao turista. “Opção ideal, caso ele precise de cobertura para arcar com despesas de emergência – da compra de roupas, em caso de extravio da bagagem, ao pagamento de hospedagem extra, quando forçado a permanecer no destino turístico além do planejado”, sugere Ricardo Roman, presidente da Associação Brasileira dos Cartões de Assistência (ABCA). A exigência de cobertura vale, inclusive nos destinos mais procurados pelos brasileiros: Argentina, Estados Unidos, França, Espanha, Itália e Portugal, com tendência, nos últimos tempos, à busca dos destinos “exóticos”, em países da África e Ásia.

E sem peso extra – Por fim, para que você possa de fato se desligar do trabalho e curtir as merecidas férias, trate de não deixar pendências para trás. Vale a pena, sim, trabalhar um pouco mais nas semanas anteriores ao descanso para sair sem peso na consciência. Nem pense em deixar pendências para resolver na volta ou elas podem viajar com você e assombrar seus melhores momentos! Ah, sim, e não deixe de consultar o setor de Recursos Humanos da sua empresa para verificar se ela oferece viagem de incentivo ou viagem-prêmio. “As viagens de incentivo são um fator de estímulo cuja utilização vem crescendo muito. Não é exagero dizer que elas, hoje, ajudam a compor a base de sustentação das políticas de recursos humanos no que se refere a relacionamento bem-sucedido: a empresa escolhe aonde quer ir, em que tempo pretende chegar lá, fixa metas, distribui tarefas aos colaboradores, cobra os resultados ao final do prazo e, claro, premia, com uma bela viagem de férias, aqueles que entregam o prometido”, diz Sílvia Maria Paes Leme, diretora de eventos e viagens de incentivo da Nascimento Turismo. Não custa tentar.