Home > Acontece > Acontece no Mercado > Veja como incluir seu trabalho voluntário no currículo

Veja como incluir seu trabalho voluntário no currículo

Além de fazerem bem para você, atividades não remuneradas desenvolvem competências e aumentam rede de relacionamento

Incluir o trabalho voluntário no currículo é uma forma de demonstrar que você tem experiências e competências seja para buscar seu primeiro emprego ou conquistar um cargo melhor. Digo isso porque em atividades desse tipo você é exposto a desafios, soluções de problemas, cumprimento de metas, relacionamento interpessoal, necessidade de liderança. Tudo isso, claro, acrescenta experiências ao currículo e histórias interessantes para contar nas entrevistas de emprego.

Onde incluir trabalho voluntário no currículo

O trabalho voluntário no currículo deve entrar no campo informações complementares. Ele existe exatamente para que você possa destacar realizações que não cabem em outras partes do currículo, como cursos de curta duração, intercâmbio etc.

Normalmente, ele não oferece funções ou cargos específicos. As tarefas e atividades são distribuídas de acordo com as necessidades mais urgentes. Por isso, antes de escolher um trabalho voluntário, considere quais projetos têm mais a ver com sua área de atuação, quais são as atividades ou responsabilidades que você tem melhores condições de exercer/assumir.

Conseguir alinhar sua trajetória de carreira às necessidades da organização seria o cenário ideal. Se estiver difícil de encontrar, procure algo que você tenha prazer em fazer, pois assim terá a certeza de realizar um bom trabalho que, mesmo que não agregue muito à sua carreira, será um grande prazer.

Principais benefícios do trabalho voluntário para sua carreira

O cultivo de uma rede de relacionamentos é um dos principais benefícios que o trabalho voluntário empresta para sua vida profissional. O voluntariado permite conhecer muitas outras pessoas, o que, querendo ou não, amplia seus contatos.

Deixar uma marca positiva para a maior quantidade possível de pessoas é uma boa estratégia de crescimento profissional. Para isso, a dica é tratar o voluntariado com profissionalismo. Sempre.

O trabalho voluntário também desenvolve algumas competências que têm impacto muito positivo nas organizações. Alguns exemplos são humildade e gratidão, que têm influência direta na liderança. Essas competências desenvolvem o cérebro, o espírito e as relações intra e interpessoais.

Aprender com os erros e/ou problemas dos outros, conhecer problemas iguais e/ou piores do que os seus, sentir-se útil ou contributivo para os outros – tudo isso é capaz de alterar a forma como percebemos e agimos no mundo.  Não tenho dúvida de que o trabalho voluntário enriquece o homem!

Tem coisas que, diferentemente do dinheiro, quanto mais se dá, mais se divide, mais se ganha! Como disse Elbert Green Hubbard, filósofo e escritor norte-americano: “O amor que nós damos é o único amor que mantemos”.

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego. Se você já tem um cadastro, atualize-o aqui.

João Xavier, autor do post, é diretor-geral da empresa de recrutamento Ricardo Xavier.