Home > Acontece > Acontece no Mercado > Tatuagem no trabalho e no processo seletivo. O que fazer com ela?

Tatuagem no trabalho e no processo seletivo. O que fazer com ela?

Você não precisa esconder, mas deve saber que ela será interpretada de alguma forma

Como especialista em recrutamento, vou dizer o que penso sobre tatuagem no trabalho. Eu concordo que tatuagem não diz nada sobre competências e que julgar alguém por ter ou não ter tatuagens é uma forma de preconceito.

No entanto, acredito que toda tatuagem tem uma razão de existir, um significado. É exatamente esse significado que leva as pessoas a desenharem e escreverem em seu próprio corpo. Como algo que tem tanta simbologia e significado não pode ser interpretado, inclusive no trabalho ou durante uma entrevista de emprego? Vou dizer algo que você já deve saber. Tudo conta na entrevista de emprego. Tudo contribui para sua imagem profissional. A forma como você fala, o perfume que usa, a roupa que escolhe e até seus sapatos.

Por que vou interpretar sua tatuagem no trabalho 

Pois bem. Não condeno tatuagem no trabalho. Mas tento interpretar todas elas. Sei que elas realmente não dizem nada sobre competências, conhecimentos e experiências profissionais, mas também sei que elas dizem muito sobre crenças, atitudes, emoções e experiências pessoais. Claro que essas interpretações precisam ser verificadas com o profissional, ou seriam apenas a minha visão de mundo estampada na pele de outra pessoa. Sozinho, posso entender tudo errado.

Mas o fato é que o verdadeiro e único objetivo de um processo seletivo é colocar a pessoa certa na vaga certa. Não se trata de encontrar o melhor profissional, mas o profissional que melhor se encaixa no cargo, no departamento, na empresa e até mesmo no segmento/setor da vaga em questão.

Para encontrar essa pessoa, é preciso ir além das competências, trabalhando preferências, relacionamentos, crenças, cultura.

Por isso – e somente por isso – considero relevante a observação de uma tatuagem durante o processo seletivo. Ela pode dar uma informação preciosa sobre alguém.

O que não vale é o recrutador inferir suas próprias crenças e conceitos na tatuagem alheia ou dar grande peso a esse “quesito”. Afinal, nas vagas de emprego tratamos os critérios de grande peso como “imprescindíveis”. Nada pareceria mais estúpido do que um anúncio que diga “imprescindível não ter tatuagem”.

Portanto, se você tem tatuagem e vai deixá-la à mostra durante um processo seletivo, saiba que ela será avaliada de alguma forma. Mais que isso,  prepare-se para contar o que ela significa. Você pode até ganhar pontos com essa explicação. 😉