Home > Acontece > Acontece no Mercado > Ser nerd agora é diferencial de carreira

Ser nerd agora é diferencial de carreira

Fundador do site Omelete conta como transformou a paixão em profissão

por Guss de Lucca

Se nos anos 1980 a imagem que a sociedade fazia do nerd era essencialmente depreciativa, como um cara de óculos de aro grosso, camisa dentro da calça – essa na altura do umbigo – e sem qualquer capacidade de socialização, hoje pode-se afirmar com segurança que os nerds (atualmente chamados de geeks) viraram o jogo.

Cofundador do site Omelete, o empresário Pierre Mantovani cresceu num ambiente que favorecia o apreço pela cultura nerd. A ‘culpa’ era do pai, um fã assumido de produções como Star Trek, Star Wars e Perdidos no Espaço. Mantovani ganhou o primeiro computador aos 5 de idade, o que contribuiu para ele se ligar em tecnologia logo cedo.

A explicação para a popularização e aceitação do estilo de vida nerd está relacionada à quebra do estereótipo de que os caras inteligentes e fãs de histórias em quadrinhos eram antissociais. “A temática nerd invadiu o entretenimento e hoje qualquer pessoa que consome cultura pop se considera nerd”, comenta.

Marketing digital
Ao abandonar a Engenharia Elétrica para criar uma agência de marketing digital em 1998, o jovem acompanhou o crescimento da internet e viu nascer o site de conteúdo pop criado por dois de seus funcionários: Érico Bordo e Marcelo Forlani, que até hoje cuidam do Omelete.

“Por dez anos o Omelete ficou sem gestão. Eles faziam o conteúdo e eu cuidava de decisões estratégicas. Em 2011 assumi a gestão do site e propus acelerarmos o ritmo para dominarnos o mercado. Eles toparam e hoje colhemos os frutos desse trabalho”, celebra Mantovani, que hoje cuida de três empresas com uma base de seis milhões de jovens conectados.

“Nada se compara com o prazer de criar seus próprios conteúdos, suas próprias experiências. Temos o maior site de cultura pop do país, o maior canal de notícias de cultura pop no YouTube e fizemos o maior evento de cultura pop do país, a Comic Con Experience, com 97 mil pessoas em quatro dias”, enumera o empresário.

Mercado de trabalho
Para Mantovani uma das influências do universo nerd no mercado de trabalho é a formação de uma geração generalista. “Hoje é impossível um cara que quer ser um super designer não entender de lógica de programação ou um programador não saber montar interface. O cara que gosta de ficção científica deve entender de mitologia grega, que é a base desses universos fantásticos.”

A dica do empresário para os nerds brasileiros que queiram trabalhar com os conteúdos pelos quais são apaixonados – sejam games, quadrinhos ou cinema – é aproveitar a internet para mostrar serviço. “Se o sonho do cara é fazer crítica de filme ou dar notícias de cultura pop, ele deve se informar, ler bastante, procurar uma sacada que ainda não foi feita. O melhor coaching é ter bom senso e força de vontade”, diz ele.

*O dia do orgulho nerd é comemorado em 25 de maio. Não deixe de conferir outros posts do VAGAS Profissões sobre tecnologia e TI.