Home > Acontece > Acontece no Mercado > Rumores de demissão? Aprenda a se defender!

Rumores de demissão? Aprenda a se defender!

Ativar o networking e atualizar o currículo são os primeiros passos

por Heloisa Valente

Em períodos de crise, como o que vivemos atualmente, é muito comum que rumores sobre demissão de pessoas comecem a ganhar espaço nas empresas. Esse período é angustiante para a grande maioria dos profissionais, mas não é por isso que você precisa ser engolido por ele.

Segundo a especialista Jane Souza, o primeiro passo para encarar esse momento com tranquilidade é conversar com o seu gestor para entender qual é a situação real da empresa e se o corte de funcionários deverá atingir seu departamento.

Se toda a história for apenas um boato, basta respirar fundo e seguir em frente. Por outro lado, se as perspectivas não forem muito otimistas, é hora de tomar algumas medidas.

Networking e bom currículo são armas contra demissão

A primeira dessas medidas é ativar os seus contatos. Vale a pena procurar ex-colegas e marcar um almoço, um café ou um happy hour para colocar a conversa em dia e sondar o mercado. Atualizar o currículo também é fundamental para não ser pego de surpresa.

“Essas atitudes ajudam o profissional a ficar mais confiante na busca por uma recolocação“, afirma Jane. Sua dica é fazer tudo isso de forma transparente. “A partir do momento em que fica clara a posição delicada da companhia e a possibilidade de demissão, não há porque ficar parado esperando.”

Momento de repensar a carreira

Outra recomendação importante, esta de Marcus Marques, do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC), é aproveitar esse momento de incerteza para repensar a carreira. A ideia é analisar o possibilidade de fazer um curso de extensão ou um MBA, por exemplo, ou até abrir um negócio próprio, se esse for um desejo antigo. “Analisar o contexto atual irá contribuir para melhorar seu desempenho futuro na própria companhia ou em outro ambiente corporativo.”

É importante se perguntar: “Tenho apresentado os resultados esperados à minha área de atuação?”, “Estou comprometido com o trabalho e alinhado às estratégias da equipe?”, “Sou ético, honesto e diferenciado?” Marcus afirma que, se todos esses questionamentos tiverem respostas positivas, o momento pode não ser de todo mal para o profissional, que sabe do seu potencial e tem o reconhecimento da empresa, embora esteja passando por uma situação de crise ou reestruturação.

Oportunidades sempre aparecem

A publicitária Nara Monho, do Valor Econômico, sempre trabalhou na área de vendas e já vivenciou os dois lados da situação, ou seja, sobreviveu a cortes e também perdeu empregos. “São cenários distintos, mas igualmente angustiantes. Às vezes, nem estamos diretamente na mira das demissões, mas sabemos que colegas estão”, diz ela.

Para Nara, relacionamento é a palavra-chave dentro de um mercado cada vez mais competitivo. “Ter portas abertas em lugares pelos quais já passamos é fundamental. Manter o currículo atualizado, inclusive em sites e redes sociais, estar antenado com o segmento e pronto para desafios são lições de casa que ajudam na hora de correr atrás de uma nova oportunidade.”

Ela lembra que é preciso não ter medo do novo em qualquer período. “Certa vez, participei de um processo seletivo bem na semana entre o Natal e o Ano Novo, datas em que todo mundo imagina que nada acontece no planejamento das organizações”, lembra. “No entanto, a empresa buscava um profissional com o meu perfil já para iniciar o próximo ano trabalhando. Aceitei na hora.”

 

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego. Se você já tem um cadastro, atualize-o aqui.