Home > Acontece > Acontece no Mercado > Quais são as vantagens e dificuldades de trabalhar na área comercial

Quais são as vantagens e dificuldades de trabalhar na área comercial

Entenda por que ela atrai profissionais com formação tão diversificada que nem sempre sonhavam em atuar em vendas

Trabalhar na área comercial é o objetivo de muitos profissionais e, sem sombra de dúvidas, é uma das áreas mais importantes para a empresa. Afinal, sem vendas não há receitas e sem receita não há quem empreenda – nem mesmo uma organização sem fim lucrativo. 

Trabalhar para uma das áreas mais importantes de uma empresa já deveria ser motivo suficiente para atrair profissionais, mas ainda assim gostaria de acrescentar mais algumas vantagens. Vamos lá.

Quais são as vantagens de trabalhar na área comercial

  • Tem melhores possibilidades de remuneração variável, podendo alcançar bons salários;
  • É a última a receber cortes ou demissões;
  • É a que mais forma diretores e presidentes.

Essa é também uma área que apresenta algumas particularidades interessantes. Boa parte dos seus profissionais nem imaginava trabalhar nela um dia. São engenheiros, administradores, advogados, fisioterapeutas, dentistas, entre outros, que, quando menos esperam, estão lá apresentando, argumentando, negociando, vendendo. Muitos até sabiam de sua extroversão, persuasão, negociação, sociabilidade, mas mesmo assim nunca se viram vendendo de fato.  

Dificuldades do comercial

Por vezes, no entanto, a área comercial é tratada de forma pejorativa. Isso se deve aos insistentes ou enganadores – aqueles que induzem clientes a comprar algo de que eles realmente não necessitam. Ou, pior ainda, vendem aquilo que não entregam. Mas há também muitos vendedores que oferecem perfeitamente aquilo que é preciso e outros que surpreendem oferecendo o que nem sabíamos que precisávamos – também conhecidos como vendedores consultivos. 

Vendedores técnicos são mais valorizados

Quanto mais técnico o produto ou serviço ofertado, mais importância se dá à formação profissional, justificada pela necessidade de explanação técnica sobre o funcionamento do produto ou serviço. No entanto, encontramos frequentemente o seguinte discurso: “É mais fácil doutrinar uma pessoa sobre as funcionalidades do produto do que ensiná-la a ligar, visitar, prospectar, falar, escutar, argumentar”. Grande parte das competências desse profissional está no âmbito das atitudes.

Comercial-compras: o outro lado da moeda

Até agora só dei foco ao comercial-vendas, mas não menos importante é o comercial-compras – são os dois lados da mesma moeda, e é isso que se aprende nos cursos de gestão comercial. Em empresas de varejo, por exemplo, a maior parte da estratégia comercial está no departamento de compras e não em vendas. O sucesso da operação reside nas boas negociações com os fornecedores e menos com o consumidor. 

Seja em vendas, compras ou gerindo a operação comercial, seja engenheiro, advogado ou gestor comercial, pouco importa, o que importa é que é essa a área que cuida do mais importante para uma empresa: a entrega da proposta de valor para o cliente.

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego.

*João Xavier, autor do post, é diretor-geral da empresa de recrutamento Ricardo Xavier.