Home > Acontece > Acontece no Mercado > Jogos Olímpicos abrirão 6,7 mil empregos de trabalho temporário

Jogos Olímpicos abrirão 6,7 mil empregos de trabalho temporário

Encontre um emprego nas Olimpíadas do Rio de Janeiro

Por Heloisa Valente

A quase um ano das Olimpíadas do Rio de Janeiro (os jogos serão realizados entre 5 e 21 de agosto de 2016) há grande expectativa para o aquecimento do mercado de trabalho. De acordo com oManpowerGroup, parceiro do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Rio 2016, serão abertas 6,7 mil vagas temporárias em diversas áreas.

Riccardo Barberis, CEO do ManpowerGroup Brasil, diz que a empresa será responsável por recrutar, selecionar e realizar todo o processo de contratação desses profissionais. “O comitê é quem definirá os perfis exigidos e a seleção contemplará cargos em níveis operacionais (analistas e assistentes), de coordenação e gerência”, explica.

O executivo comenta que o período para inscrições de currículos ainda não foi aberto e que os ajustes finais para isso estão sendo alinhados junto à coordenação do comitê, assim como remuneração e benefícios oferecidos a esses colaboradores. Haverá também um banco de currículo específico para as atividades durante os Jogos.  “A maior parte das vagas será para a cidade do Rio de Janeiro, mas outras praças como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Salvador e Manaus (sedes do futebol) vão demandar mão de obra”, destaca.

Barberis conta que além do recrutamento, o ManpowerGroup oferecerá treinamento aos colaboradores selecionados por meio da ferramenta Training & Development Center (TDC), que congrega cursos de capacitação em áreas como negócios, comunicação, liderança, entre outras.  Os trabalhadores temporários irão se juntar aos mais de 70 mil voluntários que participarão das atividades e aos quase oito mil profissionais que já trabalham ou estão se juntando ao Comitê Rio 2016 até o início dos Jogos.

Legado profissional

Mais do que selecionar mão de obra para trabalhar durante as Olimpíadas, a ideia é aproveitar a capacitação desses profissionais no mundo corporativo após o evento. “Estamos comprometidos com o que consideramos ser um grande legado dos Jogos para o País: a geração de empregos e a qualificação de mão de obra”, conta Barberis.

Ele afirma que “infelizmente vivemos um cenário de escassez de trabalhadores para postos específicos, com habilidades específicas, o que coloca muita gente disponível no mercado brasileiro. Pesquisa que realizamos sobre o tema mostrou, por exemplo, que 61% dos executivos nacionais enfrentam dificuldades para contratar gente, principalmente para áreas técnicas”, ressalta.

“Diante desse cenário, os Jogos são uma oportunidade para a absorção dessa mão de obra. A competição pode ser a oportunidade de reinserção de muitas pessoas no mundo corporativo e profissional”, conclui.

Vagas de emprego disponíveis

Uma rápida passagem pelo site www.rio2016.com.br já é animadora para quem busca uma oportunidade de trabalho relacionado às Olimpíadas. No endereço oficial dos Jogos há centenas de vagas de emprego em áreas como comunicação, logística, análise de sistemas, jurídica, recursos humanos, entre outras. O banco de dados específico é gerenciado pela VAGAS.com.