Home > Acontece > Acontece > Acontece no Mercado > Formas de trabalho alternativas devem se tornar padrão no futuro

Formas de trabalho alternativas devem se tornar padrão no futuro

Profissionais freelancers e que trabalham por projeto serão mais e mais demandados pelas empresas

Formas de trabalho alternativas não devem ser mais tão alternativas no futuro. Até 2020, o número de pessoas que trabalham por conta própria deve chegar a 42 milhões nos Estados Unidos. Na União Europeia, os freelancers também estão em expansão. A quantidade de pessoas trabalhando dessa forma dobrou entre 2000 e 2014. E no Reino Unido, na França e na Holanda essa modalidade cresceu mais do que o emprego em geral em cada país.

Emprego de tempo integral deve ser substituído por formas alternativas

Os dados são do estudo Tendências Globais de Capital Humano 2019, da Deloitte. E qual o impacto disso para sua carreira? De forma geral, o levantamento aponta que a forma de trabalho alternativa – como freelance, temporário, por projeto ou terceirizado – deve ultrapassar o modelo tradicional de emprego de tempo integral.

E não é apenas na área de TI, onde tudo isso surgiu. A pesquisa indica que as formas alternativas já se alastraram para outras áreas da empresa. Entre os entrevistados, 33% relatam usar muitas formas alternativas de prestação de serviços em TI, mas 25% também disseram fazer isso em operações, 15% e, marketing e 15% em pesquisa e desenvolvimento.

E a tendência é de crescendo porque os resultados por enquanto são animadores, especialmente para o desempenho da empresa como um todo. Segundo a pesquisa, 53% dos entrevistados afirmam que o trabalho terceirizado tem impacto positivo na performance da empresa. Para 49%, o mesmo ocorre com o trabalho freelance.

A boa notícia é que o RH já está se mobilizando para melhorar o dia a dia desses profissionais. Entre os entrevistados, mais da metade (51%) relatou que sua organização tem planos específicos para abordar estratégias de recrutamento para a força de trabalho alternativa. Além disso, 31% dos entrevistados agora têm planos de aprendizado e desenvolvimento para trabalhadores alternativos, 23% pesquisam por feedback e 22% concedem bônus e outros tipos de incentivo.

Se você nunca pensou em trabalhar dessa forma, confira aqui alguns pontos positivos e negativos do trabalho freelance e comece a se preparar para a ideia. 😉

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego.