Home > Acontece > Acontece no Mercado > Estagnação na carreira: é possível superar?

Estagnação na carreira: é possível superar?

Primeiro passo para sair dessa situação é definir quais são os seus objetivos

por Heloisa Valente

Em um mercado de trabalho cada vez mais dinâmico e competitivo não é raro encontrar profissionais com a sensação de estar estagnado na empresa, no cargo ou até mesmo na carreira. Esse momento pode ser bastante delicado, mas tem saída. Quem garante é Amenilde Reis, consultora sênior da Kienbaum.

Ela diz que o primeiro passo para sair dessa situação é ter definido para si quais são os seus objetivos na carreira. “A partir daí é possível trilhar caminhos e alternativas para alcançar esses resultados”, afirma. Amenilde explica que o autoconhecimento é fundamental para a gestão da carreira. “Quando os objetivos são claros é mais fácil evitar a estagnação”, pondera.

A especialista não é adepta da palavra estagnação vista de forma generalista. “Acho que essa visão pode ser mal interpretada no mercado de trabalho. Uma pessoa pode estar anos na mesma empresa, fazendo coisas diferentes a cada dia, mas passar aos olhos dos outros como estagnada. O que vale avaliar nessa situação é se essa rotina está de acordo com o objetivo daquele profissional. E se a resposta for sim, não há o sentimento de estagnação”, ressalta.

Mas e se o contrário ocorrer? Como superar o momento?

Quebrando barreiras
Amenilde divide o assunto em duas frentes: estagnação no cargo/empresa e na carreira.  Para superar o primeiro deles, ela diz que é importante descobrir novas habilidades e competências no dia a dia da atividade. Uma boa conversa com o chefe ou o gestor pode dar um gás na sua carreira e fazer com que você comece, inclusive, a tocar novos projetos e ganhe novas atribuições.

“A troca de empresa também pode ser interessante. “Muitos anos em um mesmo local podem acarretar uma sensação de paralisia. Assim, o contato com outras perspectivas e pessoas contribuem para a evolução profissional”, afirma.

No entanto, quando a estagnação atinge o ponto do questionamento da carreira em si, pode ser o momento de recomeçar. ”A avaliação aqui não significa mudar de carreira, mas dar um novo rumo a ela”, diz.

Ela explica que reciclar conhecimentos (fazer pós e outros cursos que agreguem valor à carreira), networking e estar sempre em contato com as universidades para se atualizar são atitudes que ajudam no redirecionamento daquilo que ser quer.

Modelo de trabalho
Outra dica é reavaliar o seu atual modelo de trabalho. “A estagnação profissional não depende de idade ou anos de carreira, ela pode aparecer em qualquer momento”, diz. E quando essa sensação invade o cotidiano, aponta ela, pode até ser um momento de abrir seu próprio negócio e gerenciar a carreira de forma independente.

“O que vale aqui em busca do sucesso é uma boa avaliação interna dos seus objetivos e dos aspectos externos como o momento econômico. Ter visão de futuro e estar alinhado com as tendências do mercado são pontos-chave para garantir produtividade e felicidade naquilo que desempenhamos”, avalia.